Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 23/08 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 25/08 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/08 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/08 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 23/08 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 25/08 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/08 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/08 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 23/08 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 25/08 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/08 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/08 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 23/08 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 25/08 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/08 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/08 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Mundo

Estados Unidos desejam boas relações com África

media Rex Tillerson,em Vancouver durante reunião com aliados dos Estados Unidos sobre Coreia do Norte .16.01.2018 REUTERS/Ben Nelms

Após a polémica desencadeada na semana passada, por palvaras do Presidente Donald Trump sobre a África, consideradas xenófobas e racistas pelos dirigentes africanos, o secretário de Estado americano, Rex Tillerson, declarou que as relações entre os Estados Unidos e as Nações africanos são boas.

O chefe da diplomacia americana, realçou que os Estados Unidos continuam a ser o país no mundo,que mais ajuda o continente africano.

O comentário efectuado pelo Presidente Donald Trump no dia 11 de Janeiro, no qual o Chefe de Estado americano denominava o Haiti,o Salvador e os países africanos de buracos de merda (shitholes), acrescentando que tinha preferência em acolher imigrantes noruegueses, provocou fortes reacções no mundo inteiro e nomeadamente em África.

Por intermédio dos seus representantes na ONU, a África reagiu qualificando de xenófobo e racista, o comentário do Presidente Trump,depois de uma reunião sobre a reforma da imigração com parlamentares na Casa Branca.

Perante as reacções não só externas,o Secretário de Estado Rex Tillerson exortou na sexta-feira passada os americanos a valorizar as suas origens diversas.

Segundo a embaixadora do Gana nas Nações Unidas, Martha Ama Akyaa Pobee, que no dia 12 de Janeiro falou em nome da África, o comentário de Donald Trump fere profundamente no seu ser os africanos, povo que contribuiu com o seu sofrimento e esforço para a grandeza dos Estados Unidos.

Na terça-feira em Vancouver a maneira de correcção, Rex Tillerson tentou apaziguar o descontentamento dos africanos,sublinhando que os Estados Unidos continuam a ter boas relações com a maioria dos países do Grande Continente.

Rex Tillerson 16.01.2018 17/01/2018 ouvir

No respeitante às relações com o Continente Africano e as Nações africanas, os Estados Unidos continua a ser o país mais generoso, no mundo inteiro... Em termos de ajuda, assistência, defesa mútua, bem como desenvolvimento económico. Por isso nós temos muito boas relações com os países africanos.

Partilhamos a mesma visão em algumas questões de segurança, de desenvolvimento económico e os líderes africanos sabem que os Estados Unidos desejam manter esses laços fortes . Da mesma forma nós sabemos que os dirigentes africanos também querem manter boas relações com os Estados Unidos.

Por isso no que toca às relações entre os Estados Unidos e os países africanos. Nós dizemos-lhes que o nosso desejo, é que eles mantenham essas boas relações. (Rex Tillerson)

O Secretário de Estado americano efectuou as atrás referidas declarações na terça-feira em Vancouver, no decurso de um encontro com parceiros dos Estados Unidos, no qual foram abordadas questões relacionadas com a Coreia do Norte e a situação na Península coreana.

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.