Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 18/02 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 20/02 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/02 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/02 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 18/02 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 20/02 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/02 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/02 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 18/02 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 20/02 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/02 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/02 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 18/02 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 20/02 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/02 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/02 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
França

França: Alemanha parceiro crucial para reformar União Europeia

media  
Emmanuel Macron e Angela Merkel em Bruxelas. 14 de Dezembro de 2017. REUTERS/Yves Herman

O Presidente Emmanuel Macron evidenciou desde o início do seu mandato, a vontade de reformar a União Europeia no plano institucional e económico,com o objectivo de relançar o bloco europeuNesta sexta-feira o chefe de Estado francês recebeu em Paris a chanceler Angela Merkel para discutir sobre algumas das propostas da França. Emmanuel Macron, deseja nomeadamente uma reforma do funcionamento da zona euro, a qual a Alemanha se tem mostrado reticente.

Angela Merkel que continua por formar uma coligação governamental, depois das eleições legislativas alemãs de Setembro de 2017, afirmou durante o seu encontro com o Presidente Emmanuel Macron, que " a existência de um governo estável na Alemanha é crucial para que a União Europeia possa implementar uma agenda de reformas ".

A chanceler alemã enviou implícitamente uma mensagem aos sociais-democratas do SPD,que no domingo votarão em Bona o acordo de governo,efectuado recentemente com os conservadores da CDU/CSU, liderados por Angela Merkel.

Segundo os analistas,uma instabilidade política prolongada na Alemanha porá em causa toda e qualquer veleidade de reforma na União Europeia.

Durante a conferência de imprensa conjunta com Emmanuel Macron, a chanceler Angela Merkel declarou haver uma margem de manobra possível,no que toca à reforma da zona euro desejada pelo presidente francês.

A senhora Merkel sublinhou que modalidades sobre uma eventual reforma da zona euro estão inscritas no acordo concluído com os sociais-democratas do SPD.

O documento sobre as conversações exploratórias foi concebido,de maneira que haja uma margem de manobra,para as discussões com a França e procurar uma solução adequada",afirmou Angela Merkel.

A chanceler alemã frisou que existem ambiguidades deliberadas no acordo assinado com o SPD(Partido Social-Democrata),liderado por Martin Shultz.

O Presidente Emmanuel Macron,estimou que as discussões exploratórias entre conservadores e sociais-democratas alemãs,projectavam uma verdadeira ambição para a União Europeia.Macron acrescentou que a França,considera imprescindível a participação da Alemanha no projecto de refoma do bloco europeu.

Angela Merkel efectuará um discurso,na quarta-feira dia 24 de Janeiro,durante o Forum Económico Mundial de Davos,sobre o futuro da União Europeia.

 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.