Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 15/07 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 14/07 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/07 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/07 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 15/07 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 14/07 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/07 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/07 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 15/07 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 14/07 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/07 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/07 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 15/07 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 14/07 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/07 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/07 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
África

RDC: Moïse Katumbi tenta entrar no país

media O opositor congolês Moïse Katumbi a 27 de Abril de 2018 Yasuyoshi CHIBA / AFP

Acusado nomeadamente de usurpação de identidade, o opositor congolês Moïse Katumbi, tentou regressar à República Democrática do Congo, onde se arriscava a ser detido pelas autoridades. Katumbi que na quarta-feira se encontrava em Joanesburgo na África do Sul, quis entrar no Congo-Kinshasa por via terrestre, mas terá sido impedido pelas autoridades do seu país natal.

Nas suas últimas declarações à RFI, Katumi afirmou na altura estar na fronteira congolesa depois de ter efectuado o périplo de viatura através da Zâmbia.

O opositor congolês, no exílio, Moïse Katumbi, a quem as autoridades de Kinshasa proibiram aterrar em Lubumbashi, no sudeste da República Democrática do Congo, declarou na sexta-feira à RFI que tentava entrar no país por via terrestre.

Katumbi que também é acusado pelas autoridades de usurpar a identidade e de estar envolvido em negócios fraudulentos,encontrava-se no exílio. Ele poderia ser imediatamente preso, a seguir a sua entrada no território da RDC.

Moïse Katumbi afirmou estar na fronteira entre o Congo e a Zâmbia e que uma vez em Lubumbashi, onde deveria ser acolhido por membros da sua plataforma política Ensemble (Juntos), ele tencionava deslocar-se a Kinshasa.

Moïse Katumbi 03 08 2018 03/08/2018 ouvir

Eu encontro-me em Kasumbalesa, na fronteira entre o Congo e a Zâmbia. Como não fui autorizado a aterrar de avião, eu efectuo a viagem por estrada.

Não receio a prisão, porque não fiz nada. Por conseguinte estou a chegar a Lubumbashi . Eu vou à Cemi em Lubumbashi e em seguida à Kinshasa. 

                                                                                                 ( Moïse Katumbi )

Antiga figura do círculo do Presidente Joseph Kabila, Moïse Katumbi passou a oposição em 2015. Em 2016 ele deslocou-se ao estrangeiro por razões de saúde e decidiu não regressar à República Democrática do Congo.

Katumbi manifestou a intenção de apresentar a sua candidatura a eleição presidencial de 23 de Dezembro antes do fim do prazo, previsto para o dia 8 de Agosto.

Moïse Katumbi foi condenado à revelia a três anos de prisão por um caso de espoliação imobiliária.

Katumbi apresentou um recurso, mas paralelamente,o opositor congolês é acusado de usurpação de identidade e de ter recrutado mercenários.

O processo do também ex-antigo governador do Katanga será julgado no dia 10 de Outubro.

Na sua conta Twitter Moïse Katumbi alegou ter sido proibido de voltar à RDC, seja por via aérea ou terrestre.

"O regime proíbe o meu desembarque e barrica a fronteira. O meu crime ? Querer entrar no meu país e apresentar a minha candidatura" [às eleições presidenciais agendadas para 23 de Dezembro].

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.