Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 19/09 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 15/09 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 19/09 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 15/09 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 19/09 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 15/09 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 19/09 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 15/09 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Mundo

Papa pede perdão a Deus por abusos sexuais

media O Papa Francisco a sua chegada ao Phoenix Park de Dublin. 26 de Agosto de 2018 REUTERS/Clodagh Kilcoyne

No úitimo dia da sua visita à Irlanda o Papa francisco, pediu perdão a Deus pelo escândalo e a traição que representam os abusos sexuais. Durante a sua deslocação ao santuário de Knock, no oeste da Irlanda, o Sumo Pontífice sublinhou perante crentes católicos, ninguém poderia ser insensível ao sofrimento das vítimas de agressões sexuais, a quem foi roubada a sua inocência.

No segundo e último dia da sua visita à Irlanda,o Papa Francisco implorou o perdão a Deus perante as vítimas de actos de pedofilia levados a cabo por membros da Igreja Católica.

Criticado por não ter aplicados sanções rigorosas aos padres e demais clérigos católicos implicados em actos de agressões sexuais, o Sumo Pontífice aproveitou o encontro com as famílias das diferentes igrejas e nomeadamente com os irlandeses,em Knock para qualificar de escândalo e traição o comportamento inaceitável de alguns membros da Igreja Católica.

No Domingo de manhã, durante a sua visita ao santuário de Knock,no oeste da Irlanda, o Chefe da Igreja Católica exprimiu a sua dor para com as vítimas de abusos sexuais por parte de padres e cardinais em vários países do mundo. Entre estes, os Estados Unidos,o Chile e a Irlanda.

Papa Franisco em Knock . 26 08 2018 26/08/2018 ouvir

Eu peço perdão a Deus por estes pecados, pelo escândalo e a traição sentidos por muitas pessoas na família de Deus".

Eu peço à Santa Mãe para interceder por todos os sobreviventes das agressões sexuais, sejam elas quais forem, e fazer com que todos os membros da Família Cristã comprometam-se veementemente para que estas situações não voltem a acontecer.  Papa Francisco

O escândalo das agressões sexuais que abala a Igreja Católica dominou amplamente a agenda da visita do Papa Francisco à Irlanda, onde violações e violência, camufladas durante várias décadas pelo clero, explicam em grande medida a perda de influênca da Igreja.

Segundo observadores, perante o período difícil atravessado pela Igreja Católica em várias partes do mundo, o Sumo Pontífice não podia evitar a mea culpa diante dos católicos e das vítimas de abusos sexuais em particular.

Comparado com o milhão de cristãos que se deslocaram para ouvir o seu predecessor, João Paulo II em 1979 no mesmo lugar,a missa de encerramento do Encontro das Famílias, rezada pelo Papa Francisco no Phoenix Park de Dublin, registou um menor afluência.

Todavia o acto, segundo presentes, foi marcado pelo fervor e a esperança em dias melhores.

O perdão pedido a Deus, pelo Sumo Pontífice no santuário de Knock , devido às agressões sexuais cometidas por importantes membros da Igreja Católica, foi fundamental para desanuviar a tensão que marcou a visita do Papa.

De acordo com Gisela da Silva, voluntária que trabalhou com a organização para o acolhimento dos crentes no Phoenix Park de Dublin, onde decorreu a missa rezada pelo Papa Francisco, as pessoas mostraram devoção.

Gisela da Silva 26 08 2018 26/08/2018 ouvir

Elsa Mechaque, cidadã católica oriunda de Moçambique, residente em Limerick falou-nos também da importância do visita do Papa Francisco, numa altura em que muitos crentes perdem a confiança na Igreja Católica.

Para ela, a presença do Sumo Pontífice representou um sinal de esperança e de união, numa sociedade como a irlandeza, que nos últimos anos se afastava cada vez mais da Santa Mãe.

Elsa Mechaque 26 08 2018 26/08/2018 ouvir

 

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.