Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 19/09 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 15/09 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 19/09 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 15/09 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 19/09 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 15/09 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 19/09 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 15/09 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
França

França : reacções à demissão de Nicolas Hulot

media Nicolas Hulot e Emmanuel Macron a 20 de Junho de 2018. REUTERS/Stephane Mahe

A demissão surpresa de Nicolas Hulot  da sua função de Ministro de Estado da Transição Ecológica e Solidariedade, desencadeou uma série de reacções no seio da classe política francesa, bem como da sociedade. Hulot, tido como um dos mais importantes dirigentes ecologistas de França, recusou continuar a ser uma caução ecológica para o governo de Emmanuel Macron.O Presidente Macron dedclarou respeitar a decisão de Nicolas Hulot.

De acordo com o Presidente Emmanuel Macron, ele respeita a decisão tomada por Nicolas Hulot de demitir-se do seu cargo de Ministro de Estado da Transição Ecológica e Solidária.

O Chefe de Estado francês acrescentou que, espera que Hulot continuará a colaborar com o executivo sob outras formas.

O director geral de Greenpeace França, Jean-François Julliard, considerou um desperdício,a passagem de Nicolas Hulot pelo executivo de Emmanuel Macron, porque ele tentou impôr as questões ambientais,sem nunca consegui-lo, no seio de um governo para o qual a ecologia não é senão um verniz.

Ora disse Julliard, perante as desregulações climáticas o governo francês terá de fazer da ecologia uma prioridade.

Audrey Pulvar, Presidente da Fundação a Natureza e o Homem, ex-fundação Nicolas Hulot, afirmou que o combate por um mundo mais respeitoso pelo próximo e os seres vivos perdeu o seu defensor no seio do governo.

Pulvar sublinhou que se trata de um dia triste para a França.

Ex-ministra da Habitação, a ecologista Cécile Duflot, realçou que é possível avançar com a agenda ecológica em França e pôr o interesse geral acima do dos lobbies.

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.