Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 16/09 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 15/09 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/09 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 16/09 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 15/09 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/09 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 16/09 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 15/09 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/09 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 16/09 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 15/09 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/09 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
França

França: Macron reúne gabinete de crise

media  
Imeditamente após o seuregresso de Buenos Aires, o Presidente Macron deslocou-se aos Champs-Elysées(Campos Elísios) em Paris para inteirar-se sobre os danos ocorridos durante as manifestações dos coletes amarelos no dia 1 de Dezembro. 02 12 2018 Geoffroy VAN DER HASSELT / AFP

Após a jornada de mobilização nacional dos coletes amarelos, no sábado, marcada por graves incidentes em Paris, o Presidente Emmanuel Macron reuniu neste domingo um gabinete de crise para avaliar a actual vaga de descontentamento social em França. Macron visitou os lugares onde ocorreram os distúrbios na capital francesa e acusou o movimento dos 'coletes amarelos' de querer mergulhar o país no caos. A oposição, por seu lado, aconselhou o chefe de Estado francês a procurar uma solução política a actual crise.

Regressado da cimeira do G20, na Argentina, o Presidente Emmanuel Mcaron reuniu domingo um gabinete de crise, no qual participaram o Primeiro-ministro Edouard Philippe, o ministro do interior Christophe Castaner, o secretário de Estado da administração interna Laurent Nuñez, assim como o ministro da Ecologia, François Rugy.

A reunião tinha como objectivo tirar as consequências da jornada de sábado, caracterizada por actos insurrecionais em vários bairros nobres de Paris.

Emmanuel Macron que visitou na manhã de domingo as artérias da capital francesa afectadas pelo distúrbios, ocorridos durante a mobilização dos coletes amarelos, acusou o movimento, que reclama ao governo uma outra política económica, de querer mergulhar a França no caos.

O Presidente do Senado, Gérard Larcher, na oposição de direita, exortou o governo a dar uma resposta política a actual crise.

Emmanuel Macron reconheceu que o descontentamento social, em França, é legítimo, mas que o governo tem que reagir perante o vandalismo.

Como resposta, os coletes amarelos, que não têm um líder, acusaram o governo de tratá-los com desprezo e de ser intransigente.

Stanlislas Guérini, ex-socialista convertido ao macronismo e agora chefe do partido governamental La République en Marche, afirmou que o erro do executivo foi o de ter ignorado a realidade dos franceses.

Todavia, o porta-voz do governo, Benjamin Griveaux reiterou domingo que o executivo francês não mudará de política.

 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.