Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 21/10 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 20/10 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/10 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/10 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 21/10 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 20/10 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/10 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/10 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 21/10 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 20/10 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/10 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/10 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 21/10 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 20/10 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/10 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/10 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Mundo

Recep Tayyip Erdogan convida Trump para Turquia

media  
O Presidente Recep Tayyip Erdogan (esquerda) e o seu homólogo americano Donald Trump durante a cimeira do G20 em Buenos Aires na Argentina .01 de Dezembro de 2018 Murat CETINMUHURDAR / TURKISH PRESIDENTIAL PRESS SERVICE / AFP

O Presidente turco Recep Tayyip Erdogan, que teria,segundo Ancara, influenciado a decisão para a retirada americana da Síria, decidiu convidar o seu homólogo dos Estados Unidos, Donald Trump, para uma visita oficial à Turquia, numa altura em que subsistem dúvidas no campo ocidental, sobre a capacidade da Turquia a neutralizar completamente os jiadistas do autodenominado Estado Islâmico, na Síria. Nesse âmbito Erdogan convidou Trump para Turquia  com o intituito de mostrar a sua determinação em erradicar o grupo Estado Islâmico da Síria.

Oposto à presença de milícias curdas nas portas da fronteira entre a Turquia e a Síria, o Presidente Recep Tayyip Erdogan, convenceu o seu homólogo americano Donald Trump a retirar o seu contingente militar do país do Médio-Oriente em guerra.

No decurso de uma conversa telefónica entre os dois chefes de Estado, Donald Trump sublinhou a Recepp Tayyip Erdogan, que agora que o Estado Islâmico foi derrotado, é necessário erradicá-lo totalmente da Síria. Os jiadistas encontram-se em pequenos núcleos no leste e no centra da Síria.

As milícias curdas Unidades de Protecção do Povo (YPG) era a  principal força apoiada pelos Estados Unidos na luta contra os jiadistas do Daech.

Analistas nos Estados Unidos, Reino Unido e Turquia, duvidam da capacidade turca em neutralizar os últimos núcleos do grupo Estado Islâmico, devido à posição actual dos jiadistas na Síria, que levanta sérios problemas de logística.

Com o objectivo de estreitar relações com Washington e preparar a retirada americana da Síria, Recep Tayyip Erdogan convidou Donald Trump a visitar a Turquia em 2019.

Segundo Hogan Gidley,um porta-voz da Casa Branca,nada ainda foi planificado mas o chefe de Estado americano seria favorável à um eventual encontro com o seu homólogo turco.

As autoridades de Ancara consideram que as milícias curdas, YPG ,segundo elas uma emanação do PKK(Partido dos Trabalhadores do Curdistão), são terroristas.

Por isso Recep Tayyip Erdogan afirma dispensar a ajuda dos curdos no combate ao grupo Estado Islâmico.

Erdogan tenciona receber Donald Trump, para explicar a sua estratégia e confirmar a determinação da Turquia em erradicar os jiadistas do território sírio.

 

 

 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.