Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 19/07 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 14/07 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/07 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/07 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 19/07 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 14/07 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/07 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/07 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 19/07 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 14/07 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/07 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/07 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 19/07 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 14/07 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/07 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/07 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Urgente
Argélia venceu CAN 2019
Mundo

Hong Kong: manifestantes pedem abandono de lei e demissão de Lam

media  
Manifestantes protestam com o executivo de Hong Kong( na China) e pedem o abandono da chamada lei da extradição. 16 de Junho de 2019 ©REUTERS/Tyrone Siu

Vários milhares de pessoas encheram as ruas de Hong Kong pelo segundo domingo consecutivo, para protestar novamente contra o projecto de lei, visando transferir alguns processos judiciais,do território administrado pelo Reino Unido até 1997, para os tribunais da China continental. Durante as manifestações,os contestários pediram a demissão de Carrie Lam, administradora de Hong Kong, que recusa tal eventualidade.Segundo Lam, que propôs a dita lei de extradição, esta visava complementar a falta de capacidade do sistema judiciário local, assim como impedir que, indivíduos, que tenham cometidos crimes na China continental, possam refugiar-se em Hong Kong, como é actualmente o caso.

Segundo as agências noticiosas, uma multidão ocupou as ruas de Hong Kong, numa demonstração de força, para exigir o abandono do projecto de lei, que visa transferir para a China continental alguns processos judiciais, bem como pedir a demissão da chefe do executivo local, Carrie Lam

Lam pediu desculpas pelo conflito desencadeado pela chamada lei da extradição, mas recusou apresentar a sua demissão, nem se referiu ao abandono da citada medida judicial, que segundo ela tem igualmente como objectivo impedir que criminosos da China continental venham procurar abrigo em Hong Kong.

De acordo com os organizadores dos protestos de domingo, mais de um milhão de pessoas manifestaram contra o projecto de lei, nomeadamente diante do edifício da assembleia de Hong Kong.

Os contestários,receiam que a lei proposta pelo executivo de Carrie Lam, resulte na asfixia dos indiciados devido à alegada politização dos tribunais da China continental.

Lam decidiu adiar, sem data prevista, a discussão do controverso projecto de lei, mas os seus detratores acusam-na de não ser sincera.

 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.