Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 22/09 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 19/09 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/09 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/09 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 20/09 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 22/09 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/09 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/09 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 22/09 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 20/09 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/09 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/09 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 22/09 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 20/09 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/09 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/09 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Mundo

Gibraltar autoriza partida de petroleiro iraniano

media Petroleiro iraniano Grace 1 apresado em Gibraltar, poderá deixar o território britânico. REUTERS/Jon Nazca/File Photo

A justiça de Gibraltar autorizou hoje um petroleiro iraniano a deixar este território britânico, não obstante a tentativa de bloqueio por parte dos Estados Unidos. Washington poderá, porém, ainda pedir à justiça de Gibraltar para que bloqueie a embarcação.

"Fracassou a tentativa de pirataria americana" ! Eis a reacção do chefe da diplomacia iraniana, Mohamamad Javad Zarif, a esta decisão do Supremo tribunal de Gibraltar.

O petroleiro iraniano Grace 1 poderá deixar as águas deste território britânico no sul da península ibérica onde fora interceptado a 4 de Julho.

Suspeitara-se de que a embarcação pretenderia entregar o seu carregamento na Síria.

Teerão garantiu por escrito que isso não viria a ocorrer, por se tratar de um país em guerra, sob embargo da União europeia.

No entanto os Estados Unidos poderão, ainda, formular um pedido à justiça de Gibraltar para que bloqueiem o barco antes que ele abandone este território.

A captura do navio, com mais de 2 milhões de barris de petróleo, provocou uma crise diplomática entre Teerão e Londres.

O Irão acabou por apreender três petroleiros nas suas águas, incluindo um barco com bandeira britânica.

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.