Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 13/09 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 14/09 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/09 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/09 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 13/09 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 14/09 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/09 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/09 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 13/09 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 14/09 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/09 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/09 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 13/09 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 14/09 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/09 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/09 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Mundo

Brexit: Johnson e a estratégia do caos

media  
O Primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, no passado dia 5 de Setembro, na região inglesa do West Yorkshire. Danny Lawson/PA Wire/Pool via REUTERS

A estratégia de Boris Johnson, para a saída do Reino Unido da União Europeia, coloca o Partido Conservador britânico em apuros e revela-se um impasse que põe em causa as regras da democracia.Oposta ao Brexit sem acordo, a ministra do Trabalho Amber Ruud, demitiu-se das suas funções e denunciou a intenção de Johnson de manobrar, de modo a que o Reino Unido abandone a União Europeia sem qualquer acordo. O Primeiro-ministro britânico decidiu manter a sua postura, que desembocará num Brexit duro.

Não obstante o impasse da sua estratégia de matar ou morrer,para fazer sair o Reino Unido da União Europeia no dia 31 de Outubro, e a perda de mais um aliado de peso, na pessoa de Amber Ruud, ministra do Trabalho, que se demitiu do seu cargo, o Primeiro-ministro britânico, Boris Johnson mantém a sua posição.

Amber Rudd criticou a vontade de Johnson, de continuar a manobrar ,de forma a concluir um Brexit sem acordo, não obstante a forte oposição do Parlamento.

Perante a hipótese, cada vez mais credível de um Brexit sem acordo, os outros 27 membros da União Europeia, preparam-se para a balbúrdia, e até mesmo o caos, que poderá resultar do matar ou morrer de Boris Johnson.

O espectáculo do impasse para que foi empurrado o Brexit, versão Boris Johnson, levou a França a reagir por intermédio do seu ministro dos Negócios Estrangeiros, Jean-Yves Le Drian.

Este último afirmou que nas circunstâncias actuais, não haverá mais um novo adiamento. Não vamos adiar o Brexit de três em três meses,disse Le Drian.

Em declarações à televisão pública britânica, a ex-ministra do Trabalho Amber Ruud, realçou que o governo de Boris Johnson não dispõe de um verdadeiro plano para apresentar à Bruxelas e que os preparativos em curso visam, antes de mais, uma saída do Reino Unido da União Europeia, sem acordo.

O impasse da estratégia de Boris Johnson e o caos político que caracteriza a postura do Primeiro-ministro britânico, registam uma escalada,um dia antes da suspensão do Parlamento por cinco semanas.

 

Segundo os analistas em Londres, Johnson está persuadido que poderá obter de Bruxelas um melhor acordo até ao dia 19 de Outubro, se mantiver a sua actual estratégia, que já se revelou um impasse assim como um caos político, se considerarmos as exclusões e o cisma provocado no seio do Partido Conservador britânico.

A TUC ( Confederação dos Sindicatos Britânicos ) que iniciou domingo em Brigthon, no sul da Inglaterra, o seu congresso anual, lançou um apelo para que seja adiado o Brexit.

Frances O'Grady, secretária geral da TUC  afirmou, durante uma conferência de imprensa, que pessoalmente não baixará os braços enquanto não garantir o prolongamento do artigo 50, que ratifica a saída do Reino Unido da União Europeia.

Boris Johnson deseja um Brexit com ou sem acordo, no dia 31 de Outubro, uma decisão a qual o Parlamento britânico se opõe. Os deputados da oposição preparam uma lei que visa impedir a saída do Reino Unido do bloco europeu de Bruxelas sem acordo.

 

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.