Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 18/09 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 23/09 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/09 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/09 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 24/09 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 23/09 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 24/09 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/09 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 24/09 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 23/09 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 24/09 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/09 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 24/09 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 23/09 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 24/09 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/09 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
África

Trabalho infantil e tráfico de menores nas províncias do Cunene e Huila, sul de Angola

media Trabalho infantil AFP/ Fiacre Vidjingninou

O trabalho infantil e o tráfico de crianças, estão a preocupar as autoridades angolanas, mas também as igrejas, sindicatos, organizações não governamentais e de defesa dos direitos humanos em Angola.

Nos últimos dias a polícia angolana prendeu "em flagrante delito" na  província do Cunene, no sul de Angola, três cidadãos namibianos, alegadamente implicados no tráfico de menores, que tentavam sair do território angolano rumo à Namíbia, acompanhados de cinco adolescentes angolanos, com idades compreendidas entre os 15 e os 17 anos, que supostamente iriam ser explorados nas fazendas namibianas como pastores de gado.

Segundo o Jornal de Angola, este caso está a causar indiganação junto das populações das províncias do Cunene e da Huíla, no sudoeste do país, de onde as crianças são oriundas, pois este é o segundo caso do género registado este mês nessa região.
No dia 4, o Instituto Nacional da Criança (INAC) entregou às famílias nove menores, com idades compreendidas entre os 8 e os 14 anos, raptados no município de Namacunde, Cunene.

Segundo o relatório de 2010 sobre o tráfico de seres humanos, divulgado no site da embaixada dos Estados Unidos em Angola, mulheres e crianças angolanas são traficadas essencialmente para a República Democrática do Congo, África do Sul, Namíbia e países europeus, principalmente Portugal.

Avelino Miguel, correspondente da RFI em Luanda 23/02/2011 ouvir

Este relatório refere também que o governo angolano “não cumpre integralmente os padrões mínimos para a eliminação do tráfico, embora esteja a empreender esforços significativos nesse sentido”, como campanhas de sensibilização sobre o assunto e a emenda na Constituição que penaliza esse tipo de crime.

 

 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.