Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 20/01 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 23/01 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/01 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/01 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 20/01 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 23/01 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/01 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/01 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 20/01 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 23/01 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/01 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/01 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 20/01 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 23/01 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/01 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/01 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
África

Angola na cauda do Desenvolvimento Humano

media Crianças angolanas no Bié, Angola 2007. Rafaela Printes/CC-Wikimedia

 Angola que produz oficialmente 1,7 milhões de barris de petróleo por dia, registou em 2010 um dos mais baixos Índices de Desenvolvimento Humano e ocupa o 146° lugar num total de 169 países, revela o último relatório do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento divulgado nesta terça-feira (15/03/2011) em Luanda.

O relatório do PNUD indica que entre 2000 e 2010 Angola registou um aumento de quase cinco anos da esperança de vida à nascença, que é actualmente de 48,1 anos, enquanto o número de anos de escolaridade, embora muito baixo, se manteve constante, ou seja 4,4 anos.

O rendimento bruto "per capita" dos angolanos aumentou de 3103 dólares em 1985 para 4941 dólares em 2010, enquanto a taxa média de crescimento do PIB entre 2002 e 2010 foi de 12,1%.

O ministro angolano da Educação, Pinda Simão, referiu na ocasião que os indicadores de IÍndice de Desenvolvimento Humano servem de alerta para o Governo, que deverá prestar mais atenção na melhoria do rendimento do sistema educativo angolano.

Já a ministra angolana do Planeamento, Ana Dias Lourenço, afirmou que apesar da redução de 0,564 para 0,403, registada em Angola entre 2007 e 2008 no valor absoluto dos IDH, segundo ela atribuível aos ajustamentos metodológicos e de correcção de dados, Angola se situa acima da média no conjunto dos países da Árica susahariana, figurando em sétima posição entre os países da SADC.

Um relatório da UNESCO publicado no inicio de Março, indicava que Angola gasta mais dinheiro em formação militar do que no ensino básico, referindo que um pequeno corte nas despesas da Defesa, permitiria que mais de 600 mil crianças fossem à escola em Angola.
 

 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.