Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 25/09 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 26/09 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/09 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 26/09 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 25/09 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 26/09 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/09 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 26/09 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 25/09 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 26/09 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/09 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 26/09 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 25/09 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 26/09 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/09 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 26/09 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
África

Homologados resultados das eleições intercalares em Moçambique

media Antiga catedral de Quelimane, Moçambique Bunks / Wikipédia

A Comissão nacional de eleições moçambicana anunciou nesta segunda-feira os resultados definitivos das eleições autárquicas intercalares do passado dia 7 em três municípios. O MDM conseguiu arrecadar o conselho municipal de Quelimane, Pemba e Cuamba mantêm-se sob controlo da FRELIMO.

A maior novidade deste escrutínio foi o facto do MDM (Movimento democrático de Moçambique), terceira força política do país, conseguir arrecadar uma segunda autarquia à hegemonia da FRELIMO (Frente de libertação de Moçambique), no poder.

Manuel de Araújo, candidato do MDM, passa a gerir a autarquia de Quelimane, a quarta maior cidade moçambicana, no centro do país, após a sua vitória com 63,14% dos votos.

Até agora só Daviz Simango, líder do MDM, era a excepção na gestão autárquica moçambicana dominada pela FRELIMO. Simango é presidente do conselho municipal da Cidade da Beira, a segunda urbe do país.

Já em Pemba e em Cuamba, dois municípios do norte de Moçambique, a FRELIMO saíu vitoriosa. Tagir Ássimo Carimo e Vicente da Costa Lourenço foram os dois vencedores nessas autarquias.

O Secretariado técnico de administração eleitoral confirmou uma abstenção elevada nestes escrutínios, superior ao das autárquicas de 2008. Estas eleições ocorreram devido à renúncia dos respectivos presidentes por alegado mau desempenho.

A RENAMO, primeira força da oposição, boicotora estas eleições por considerar a demissão dos três autarcas em questão "um golpe da FRELIMO".

326 observadores acompanharam as eleições de 7 de Dezembro, incluindo 22 estrangeiros.

 

 

 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.