Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 04/12 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 09/12 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 04/12 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 09/12 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 04/12 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 09/12 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 04/12 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 09/12 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 04/12 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 09/12 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 04/12 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 09/12 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 04/12 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 09/12 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 04/12 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 09/12 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
África

Fuga de capitais lesa economia de Moçambique.

media Cidade de Maputo à noite. DIF

Moçambique conhece neste momento uma fase de exploração intensa de gaz natural, e de carvão mineral. Mas o economista Nuno Castelo Branco alerta para o facto de o País conhecer igualmente uma intensa fuga de capitais, que está a lesar bastante a economia moçambicana.

Numa conferência realizada em Moçambique, subordinada ao tema « Fluxos financeiros em África », o economista Nuno Castelo Branco alertou para um fenómeno crescente que atinge Moçambique : A fuga de capitais. Segundo revelou, o País perdeu cerca de 100 milhões de dólares por ano, entre 2004 e 2010. O Director do Instituto Moçambicano de Estudos Sociais acrescentou que foi no ano de 2010 que este cenário atingiu as proporções mais alarmantes.

A continuar assim, dentro de dez anos o País não ganhará nada com a exploração do carvão e do gaz, comentou aquele economista. Oiça aqui a correspondência de Orfeu Lisboa, em Maputo.

Correspondência de Moçambique 25/05/2012 ouvir

 

 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.