Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 05/02 16h00 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 05/02 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 05/02 17h00 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 04/02 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 05/02 18h00 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 04/02 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 05/02 19h00 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 04/02 19h10 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 31/01 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 31/01 16h06 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 31/01 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 31/01 17h06 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 31/01 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 31/01 18h06 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 31/01 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 31/01 19h06 GMT
África

Crescentes críticas da oposição sobre os preparativos das eleições gerais em Angola

media DR

À medida que vão avançando os preparativos das eleições gerais de 31 de Agosto, vão também aumentando as críticas da oposição sobre a CNE e o partido no poder, o MPLA.

Nos últimos dias, foram várias as vozes da oposição que acusaram o poder de irregularidades de diversas ordens, nomeadamente falta de transparência na produção de material eleitoral, a não publicação dos cadernos eleitorais, discriminação em relação a potenciais eleitores residentes no estrangeiro ou ainda desrespeito da lei eleitoral.

Estas críticas têm sido proferidas designadamente pelo principal partido de oposição, a UNITA, que esta quinta-feira indicou estar a ponderar a hipótese de não participar nas eleições se até ao dia 1 de Agosto, início oficial da campanha eleitoral, não estiverem reunidas as condições a seu ver necessárias para uma votação transparente.

Pouco depois, Abel Chivukuvuku, líder da CASA-CE, Convergência Ampla de Salvação Nacional - Coligação Eleitoral, uma das formações concorrentes às eleições também responsabilizou de antemão o Presidente José Eduardo dos Santos por um eventual fracasso das Eleições. Depois de se ter avistado com o Presidente da CNE nesta quinta-feira, o chefe da CASA-CE apontou algumas das irregularidades que refere ter observado e informou que encara a possibilidade de impugnar a lista do MPLA.

Na linha de mira, está designadamente a candidatura do empresário Bento dos Santos, general na reforma que supostamente não cumpre um requisito consagrado na Constituição Angolana considerando inelegível um candidato que tenha cumprido uma pena de prisão superior a dois anos.

Em entrevista à RFI, Lindo Bernardo Tito, porta-voz da CASA-CE enunciou as dúvidas do seu partido.

Lindo Bernardo Tito, porta-voz da CASA-CE 13/07/2012 ouvir

 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.