Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 21/08 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 24/08 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/08 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 24/08 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 21/08 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 24/08 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/08 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 24/08 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 21/08 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 24/08 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/08 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 24/08 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 21/08 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 24/08 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/08 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 24/08 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
África

Mali chega a acordo com CEDEAO para envio de tropas

media Dioncounda Traoré, presidente maliano AFP FOTO / HABIBOU KOUYATE

O Mali chegou a acordo com a CEDEAO sobre o envio de tropas africanas para o estado maliano. A força terá em Bamaco o seu quartel-general.  

O Mali e a Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) chegaram a um acordo sobre o envio de tropas africanas para o Mali. Esta força terá em Bamaco o seu quartel-general. O anúncio foi feito pelos ministros da defesa da Costa do Marfim e do próprio Mali.

De recordar que, no início de Setembro, o presidente Dioncounda Traoré havia pedido oficialmente ajuda à CEDEAO, para travar a situação do norte do país. O norte do Mali é controlado, desde há seis meses, por vários grupos islamistas armados, próximo da Al-qaeda do Magrebe islâmico. Grupos que aplicam a lei islâmica, e que têm vindo a ser acusados de violações graves de direitos humanos.

De sublinhar por fim, que à margem da Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova Iorque, vai ter lugar no dia 26de Stembro, quarta-feira, uma reunião de alto nível sobre o Sahel, do qual faz parte o Mali.

O politólogo guineense, Rui Landim, defende que a ONU deveria adoptar uma resolução clara e urgente de forma a resolver o problema maliano.

Rui Landim, politólogo guineense 23/09/2012 ouvir

 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.