Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 27/11 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 02/12 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 27/11 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 02/12 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 27/11 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 02/12 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 27/11 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 02/12 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 27/11 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 02/12 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 27/11 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 02/12 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 27/11 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 02/12 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 27/11 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 02/12 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
África

Senegal: arranca campanha referendária

media Partidários do « Não » procuram mobilizar nas ruas senegalesas RFI/Guillaume Thibault

Arrancou hoje a campanha para o referendo sobre a reforma constitucional impulsionada pelo chefe-de-Estado Macky Sall que prevê a redução do mandato presidencial.

Está aberta a campanha referendária com vista ao voto no próximo dia de 20 de março. Nas urnas, os senegaleses vão escrutinar a reforma constitucional impulsionada pelo presidente Macky Sall. A proposta prevê nomeadamente a redução do mandato presidencial de 7 para 5 anos.

Entretanto, já foram este sábado votar as forças de defesa e segurança que vão garantir a ordem no pleito dentro de uma semana. Mais explicações com o nosso correspondente em Dacar, Cândido Camará.

Correspondência Cândido Camará 12/03/2016 ouvir

Macky Sall anunciara a 16 de fevereiro a convocação desta consulta popular indicando, na altura, que, seguindo a leitura do Conselho Constitucional, o seu actual mandato não figuraria no projecto de revisão constitucional. Assim sendo, o presidente senegalês irá cumprir o seu mandato de 7 anos até 2019.

Ora, é esta não inclusão do seu próprio mandato que motiva os partidários do "Não" que acusam Macky Sall de não cumprir a sua promessa eleitoral de 2012.

Alguns consideram que para cumprir a sua promessa, o presidente poderia até mesmo organizar um referendo sem consultar o Conselho Constitucional ou demitir-se ao cabo de 5 anos para provocar eleições.

De referir que, além da duração do mandato, a reforma constitucional inclui ainda mudanças nas regras eleitorais, o reforço dos poderes do parlamento e do Conselho Constitucional.

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.