Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 18/09 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 15/09 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/09 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 18/09 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 15/09 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/09 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 18/09 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 15/09 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/09 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 18/09 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 15/09 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/09 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.

Sudão do Sul: assassínio de humanitários envolto em mistério

Sudão do Sul: assassínio de humanitários envolto em mistério
 
Capacetes azuis da UNMISS - Missão das Nações Unidas no Sudão do Sul UN Photo/Eric Kanalstein

Homens armados assassinaram sábado passado seis trabalhadores humanitários entre Juba e Pibor, no leste do país, uma zona controlada pelo governo.

Desconhece-se a identidade das vítimas, bem como a da ONG para a qual trabalhavam e o ataque não foi tão pouco reivindicado até este momento.

A ONU denunciou um "ataque inaceitável contra os que estão a ajudar o país, no momento em que as necessidades humanitárias alcançaram níveis sem precedentes".

A guerra civil que assola o país desde Dezembro 2013, causou várias dezenas de milhares de mortos, cerca de dois milhões e meio de deslocados (um terço do população) e uma crise humanitária catastrófica com cerca de cem mil pessoas a passarem fome no norte do país e um milhão de outras ameaçadas, no total cinco milhões e meio de sul-sudaneses sobrevivem graças à ajuda alimentar.

O padre Raimundo Rocha missionário comboniano em Juba, a capital do Sudão do Sul, evoca um genocídio numa crise político-institucional com fortes contornos étnicos, mas começa por reagir ao facto do ataque ter ocorrido numa zona controlada pelo governo.
 


Sobre o mesmo assunto

  • Sudão do Sul

    Seis humanitários assassinados no Sudão do Sul

    Saber mais

  • Sudão do Sul

    Sudão do Sul declara estado de fome

    Saber mais

  • África

    ONU denuncia "limpezas étnicas" no Sudão do Sul

    Saber mais

  • Sudão do Sul

    Sudão do Sul à beira de nova guerra aberta

    Saber mais

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
As emissões
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.