Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 20/01 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 22/01 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/01 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/01 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 20/01 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 22/01 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/01 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/01 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 20/01 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 22/01 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/01 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/01 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 20/01 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 22/01 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/01 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/01 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.

Berço da humanidade: África ou Europa?

Berço da humanidade: África ou Europa?
 
"Toumaï" era até agora considerado o mais velho pré-humano, mas estudo aponta que "Graecopithecus" é mais velho. JACQUES DEMARTHON / AFP

Uma investigação recente aponta que o berço da humanidade poderá estar na Europa e não em África, mas Eugénia Cunha, especialista em Antropologia Biológica, considera que “não é só uma descoberta que pode fazer virar o foco da África para a Europa”. O estudo aponta o “Graecopitecus freybergi” como o mais velho pré-humano com 7,2 milhões de anos, mais 200 mil anos que "Toumaï", encontrado no Chade, em 2001.

Um estudo internacional, publicado na revista cientifica Plos One, aponta que o berço da humanidade poderá estar na Europa e não em África. Os investigadores basearam-se nos fósseis de uma mandíbula inferior encontrada na Bulgária e de um dente pré-molar superior descoberto na Grécia, atribuídos a uma espécie de pré-humano baptizado “Graecopitecus freybergi”. O Graecopitecus teria 7,2 milhões de anos, ou seja, seria mais velho 200 mil anos que o até agora mais antigo pré-humano encontrado em África e que foi chamado de "Toumaï".

Apesar do fervor mediático gerado pela investigação, Eugénia Cunha, especialista em Antropologia Biológica, considera que “não é só uma descoberta que pode fazer virar o foco da África para a Europa” e defende que o berço da humanidade vai continuar a ser África até mais provas substanciais em contrário.

Clique na imagem principal para ouvir o magazine Ciência.


Sobre o mesmo assunto

  • Ciência

    Descobertos em Marrocos hominídeos com mais de 300 mil anos

    Saber mais

  • Ciência

    Mudanças climáticas:"África é refém das grandes potências"

    Saber mais

  • Ciência

    Zelândia: o continente submerso

    Saber mais

  • Ciência

    As "Terras" de Trappist - 1

    Saber mais

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
As emissões
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.