Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 16/10 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 13/10 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/10 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/10 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 16/10 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 13/10 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/10 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/10 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 16/10 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 13/10 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/10 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/10 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 16/10 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 13/10 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/10 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/10 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
África

RDC: relatório arrasador da ONU

media ONU confirma a existência de mais de 80 valas comuns na região congolesa do Kasai. RFI/Sonia Rolley

 

 

Relatório da ONU acusa agentes do Estado congolês de serem os autores da maioria das execuções sumárias ocorridas sobretudo nas três províncias do Kasai, no centro da RDC.

O relatório responsabilisa agentes do Estado de terem cometido entre Janeiro e Junho desde ano pelo menos 591 execuções sumárias, enquanto os grupos armados  seriam responsáveis por 345 assassínios, perpetrados sobretudo nas três províncias do Kasai.

RDC: relatório arrrasador da ONU 26/07/2017 ouvir

A ONU utilisa o termo de repressão brutal e disproporcional e uso abusivo da força nesta região central congolesa ,onde as milícias Kamuina Nsapu em rebelião desde a morte pelo exército congolês do seu líder em Agosto passado, teriam morto 37 pessoas enquanto as tropas governamentais teriam executado 428, número que a ONU admite poder ser muito superior.

É ainda documentada a existência desde Abril da milícia Bana Mura, próxima da comunidade Tchokwe, responsável por um grande número de execuções sumárias de civis segundo a ONU que afirma ter recebido alegações sérias de que estas são apoiadas pelo exército congolês.

Ainda nesta região foram encontradas mais de 80 valas comuns e um vídeo data de 12 de Março passado, mostra dois peritos da ONU, que depois de assassinados foram atirados para uma delas.

Um grupo de peritos da ONU não descartou então a implicação de membros da segurança do Estado neste crime.

Segundo a igreja catolica, mais de 3000 mil pessoas morreram no Kasai e quase um milhao e meio fugiram, das quais mais de 30 mil se refugiaram na vizinha provincia angolana da Lunda Norte.

Os Estadois Unidos vão disponibilizar 13 milhões de dólares a Angola, para apoio de emergência a estes refugiados.

Estados Unidos criticaram hoje os países africanos que apoiam a candidatura da RDC ao Conselho de Direitos Humanos da ONU, entre estes países figuram Angola, a Nigéria e o Senegal.

 

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.