Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 19/11 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 17/11 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/11 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/11 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 19/11 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 17/11 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/11 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/11 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 18/11 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 17/11 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/11 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/11 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 18/11 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 17/11 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/11 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/11 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
África

Estreia francesa de filme brasileiro sobre África

media Imagem do filme «Gabriel e a montanha», de Fellipe Barbosa. Versão original/Condor

Estreou hoje nos cinemas franceses "Gabriel e a montanha", segunda longa metragem do brasileiro Fellipe Gamarano Barbosa, prémio revelação na "Semana da crítica" do Festival de cinema de Cannes deste ano.

Em causa a morte de Gabriel, jovem universitário brasileiro, numa montanha do Malauí por hipotermia.

E isto no final de uma volta ao mundo e de um périplo pelo leste de África.

Trata-se da reconstituição dos últimos setenta dias de vida de Gabriel Buchmann, jovem de 28 anos oriundo do Rio de Janeiro.

Filho de uma família burguesa ele era estudante de economia e conseguira uma bolsa para se matricular numa universidade americana da Califórnia.

Em 2009 o jovem decide fazer uma volta ao mundo, viagem que termina num périplo africano pelo leste do continente negro.

Uganda, Tanzânia, Zâmbia, Maláui foram as etapas desta sua viagem onde ele procura a maior proximidade possível com as populações locais, para melhor apreender as respectivas condições de vida.

Uma postura muito pessoal que o leva a prescindir de guia na escalada de uma montanha do Malauí onde esgotado acaba por falecer, com o corpo a ser descoberto quase 20 dias após o óbito.

Um caso que, na altura, fora muito publicitado no Brasil onde alguns meios de comunicação apresentavam Gabriel como uma espécie de santo.

O realizador que também passara pelo Uganda, amigo pessoal do herói do filme, conta o porquê desta obra, tanto mais que Fellipe Gamarano Barbosa conhecia bem a personagem e que recusava essa análise linear que alguma imprensa fizera.

Fellipe Gamarano Barbosa, realizador brasileiro de "Gabriel e a montanha" 30/08/2017 ouvir

A estreia francesa deste filme tem sido louvada pela imprensa numa obra que fica algo entre a ficção e o documentário.

As personagens africanas da longa metragem conheceram realmente Gabriel e desempenham aqui o seu próprio papel.

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.