Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 19/09 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 22/09 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/09 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/09 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 20/09 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 22/09 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/09 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/09 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 20/09 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 22/09 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/09 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/09 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 20/09 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 22/09 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/09 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/09 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
África

Egipto : 40 alegados jihadistas mortos em ataque policial

media Militares vigiam pirâmides do Egipto © Reuters

As forças de segurança egípcias mataram, este sábado, 40 alegados ‘terroristas’ durante raides levados a cabo após um atentado contra turistas junto às pirâmides de Gizé, que ainda não foi reivindicado.

Os raides policiais em Gizé e no Norte do Sinai são confirmados em comunicado pelo ministério do Interior egípcio.

No entanto, o ministério não relaciona directamente os raides com a explosão do engenho artesanal, que atingiu um autocarro de turistas, matando três vietnamitas e o seu guia.

Segundo o ministério, os ‘terroristas’ planeavam um conjunto de ataques contra o sector do turismo, locais de culto cristãos e forças de segurança.

Trata-se do primeiro atentado contra turistas desde 2017.

De referir que o sector do turismo, uma fonte de recursos vital no Egipto, começava agora a arrancar, após a queda sofrida na sequência da Primavera Árabe em 2011.

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.