Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 20/05 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 19/05 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/05 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/05 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 20/05 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 19/05 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/05 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/05 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 20/05 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 19/05 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/05 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/05 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 20/05 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 19/05 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/05 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/05 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.

Conselho Militar de Transição sudanês enfrenta a rua

Conselho Militar de Transição sudanês enfrenta a rua
 
Manifestação de protesto contra o Conselho Militar de Transição em Cartum no dia 12 de Abril de 2019. REUTERS/Stringer

No Sudão, cerca de uma semana depois de o exército ter deposto o Presidente Omar el Bechir chegado ao poder através de um Golpe de Estado em 1989, a instabilidade continua a ser predominante. Apesar de o Conselho Militar de Transição ter anunciado a transferência do Presidente deposto para uma prisão do norte de Cartum, as manifestações continuam para reclamar a restituição do poder aos civis, pairando o risco de uma repressão com consequências imprevisíveis.

Esta situação não deixa de suscitar preocupação a nível nomeadamente do Conselho de Segurança da ONU que, depois de uma infrutífera reunião no final da semana passada, se reúne novamente esta Quarta-feira para reflectir sobre esta problemática, o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, tendo inclusivamente nomeado ontem um emissário para o Sudão no intuito de ajudar a União Africana a conduzir uma mediação naquele país.

Também preocupados estão a União Africana que ameaça suspender o Sudão no caso de o poder não ser restituído aos civis, a União Europeia que diz esperar que seja instalado "um governo civil" ou ainda os Estados Unidos que se declaram dispostos a retirar o Sudão da sua lista de países acusados de apoiar o terrorismo, no caso do Conselho Militar encaminhar uma "mudança fundamental" de postura.

A comunidade internacional e designadamente ONGs de defesa dos Direitos Humanos como a Amnistia Internacional também reclamam a extradição de Omar el Bechir para o Tribunal Pena Internacional, o Presidente deposto sendo acusado de Crimes de Guerra e Crimes contra a Humanidade pela sua actuação no conflito vigente no Darfur, no oeste do país, desde 2003. Todavia, o Conselho Militar de Transição não tem dado sinais de pretender entregar o Presidente deposto ao Tribunal de Haia, tendo indicado apenas que esta será uma decisão a ser tomada por um poder civil.

Do outro lado do xadrez político internacional, a Arábia Saudita, antiga aliada do regime de Omar el Bechir, oficializou no fim-de-semana o seu apoio aos novos donos do poder em Cartum, com a promessa de entregar ajuda humanitária ao país devastado pela crise económica e anos de isolamento internacional. Nesta Terça-feira, o rei Salman da Arábia Saudita recebeu em Riade o Príncipe herdeiro de Abu Dhabi com o objectivo de discutir precisamente sobre esta crise. Para a Arábia Saudita, a estabilidade do Sudão é um imperativo, este país fornecendo uma parte substancial das tropas terrestres que estão envolvidas no conflito iemenita desde 2015, sob o comando de Riade.

Em entrevista com a RFI, Manuel João Ramos, investigador do Centro de Estudos Africanos no ISCTE, especialista do Corno de África, analisou os vários interesses em jogo nesta crise.


Sobre o mesmo assunto

  • Convidado

    Golpe de Estado palaciano ou novo Sudão?

    Saber mais

  • Convidado

    Omar al-Bashir tem reeleição garantida no Sudão

    Saber mais

  • Convidado

    Cartum e Juba chegam a acordo quanto à questão do petróleo

    Saber mais

  • Convidado

    O Sudão do Sul comemora o primeiro aniversário da sua independência

    Saber mais

  • “Bombardeamento” cultural de Portugal em Paris

    “Bombardeamento” cultural de Portugal em Paris

    Paris tem, este mês, uma agenda cultural portuguesa intensa. Uma espécie de "bombardeamento estratégico", nas palavras do Embaixador de Portugal em França, Jorge Torres …

  • "Frankie" filmado em Sintra, em competição em Cannes

    Das 21 longas metragens em competição em Cannes uma delas foi filmada em Portugal."Frankie" do norte-americano Ira Sachs conta com a estrela francesa, Isabelle Huppert, …

  • Queer Palm de Cannes com dois realizadores brasileiros

    Queer Palm de Cannes com dois realizadores brasileiros

    Os brasileiros Filipe Matzembacher e Marcio Reolon têm novo filme em cartaz em França "Tinta bruta" desde esta quarta-feira. Os dois realizadores integram também o júri …

  • "Em Angola a Privinvest tem cumprido até agora"

    O ministro angolano das Relações Exteriores deslocou-se a Paris para consultas políticas entre França e Angola. Manuel Augusto foi recebido pelo Presidente francês Emmanuel …

  • Yannick Afroman fala de

    Yannick Afroman fala de "Outros mundos"

    Recebemos há dias aqui nos estúdios da RFI o rapper angolano Yannick Afroman que acaba de lançar em Dezembro de 2018 o seu novo álbum "Outros mundos", o terceiro disco …

  • Moçambique:

    Moçambique: "Podemos" quer ser alternativa política

    "Podemos" é a nova formação política em Moçambique. O partido foi criado por membros da AJUDEM, associação juvenil ligada à Frelimo, partido no poder, que sentiram a …

  • Moçambique em destaque no FIMFA em Lisboa

    Moçambique em destaque no FIMFA em Lisboa

    As Marionetas Gigantes de Moçambique fizeram a abertura do Festival Internacional de Marionetas e Formas Animadas (FIMFA) no Castelo de São Jorge. Na estreia na capital …

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
As emissões
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.