Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 22/05 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 19/05 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/05 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/05 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 22/05 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 19/05 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/05 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/05 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 22/05 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 19/05 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/05 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/05 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 22/05 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 19/05 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/05 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/05 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
África

Mali: 12 soldados mortos em ataque jihadista

media Soldados malianos perto de Niono, centro do Mali. Janeiro de 2013. AFP PHOTO / FABIO BUCCIARELLI

Pelo menos 12 soldados malianos foram hoje mortos num ataque de presumíveis jihadistas contra um acampamento militar na cidade de Guiré, perto da fronteira com a Mauritânia.

O balanço ainda é provisório e entre as vítimas mortais figuram o comandante do posto e um capitão.

Sem avançar com a amplitude das perdas, as Forças Armadas Malianas (FAMa) já tinham confirmado o ataque na sua conta de Twitter: "As #FAMa foram atacadas, este domingo 21 de Abril de 2019 por volta das 5 horas em #Guiré, no sector de #Nara. Reforços já foram mobilizados. As avaliações continuam em curso".

Testemunhos locais dão conta que as instalações militares ficaram "totalmente destruídas".

Alem das vítimas mortais, os atacantes provocaram igualmente numerosos feridos e levaram veículos militares, armas e munições antes de fugirem, segundo a agência de notícias EFE.

 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.