Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 15/10 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 13/10 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/10 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/10 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 15/10 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 13/10 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/10 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/10 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 15/10 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 13/10 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/10 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/10 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 15/10 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 13/10 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/10 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/10 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.

Pobreza e terrorismo marcam discursos afro-lusófonos na ONU

Pobreza e terrorismo marcam discursos afro-lusófonos na ONU
 
Sede da ONU em Nova Iorque AFP

Angola foi o primeiro país lusófono africano a discursar na Assembleia Geral da ONU, em Nova Iorque. João Lourenço enfatizou a abertura de Angola ao mundo e reclamou uma reforma do Conselho de segurança.

Por sua vez, p Presidente são-tomense, Evaristo Carvalho, enfatizou a necessidade do arquipélago obter apoio na sua transição em Dezembro de 2024 para país de rendimento médio.

Dois anos depois da chegada de João Lourenço ao poder, os angolanos dividem-se sobre o balanço do chefe de Estado. Nas ruas da capital, os jovens estão conscientes de que o tempo de governação ainda é curto, mas reclamam mais emprego e hospitais.

A oposição guineense acusa o primeiro-ministro de estar a governar sem que o programa de acção tenha sido aprovado pelos deputados.

Em Moçambique a semana fica marcada pelo acidente de viação em Songo, na província de Tete, com uma viatura que transportava militantes da Frelimo, o partido no poder.


Sobre o mesmo assunto

  • São Tomé e Príncipe/ONU

    ONU: São Tomé e Príncipe pede apoio para transição

    Saber mais

  • Guiné-Bissau

    Guiné-Bissau: Presidenciais comprometidas

    Saber mais

  • Angola

    Angola quer reforma do Conselho de Segurança da ONU

    Saber mais

  • Moçambique

    Campanha eleitoral moçambicana novamente enlutada

    Saber mais

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
As emissões
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.