Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 24/05 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 19/05 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/05 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 24/05 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 24/05 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 19/05 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/05 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 24/05 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 24/05 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 19/05 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/05 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 24/05 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 24/05 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 19/05 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/05 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 24/05 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Artigo

Protesto contra G2O termina em violência no centro de Toronto

media Carro da polícia é incendiado durante protesto contra o G20 em Toronto. Reuters

Pelo menos dez mil pessoas participaram de um protesto contra a cúpula de líderes do G20 realizada em Toronto. Manifestantes radicais, segundo as forças de segurança, incendiaram dois carros da polícia e quebraram vitrines apesar dos 20 mil policiais mobilizados na região central da cidade.

A polícia dispersou dois grupos de manifestantes do movimento anarquista Black Block, que invadiram um protesto pacífico no centro de Toronto. Os bombeiros agiram rápido para conter o fogo nos carros estacionados a poucos metros do cerco de segurança erguido em torno do centro de convenções onde os dirigentes do G20 estão reunidos até a tarde de domingo.

Segundo a polícia, a manifestação, autorizada pelas autoridades canadenses, reuniu cerca de dez mil sindicalistas, ambientalistas, estudantes e defensores dos direitos das mulheres. Tudo corria bem até a chegada dos ativistas radicais, divididos em dois grupos. 

A televisão canadense diz que 150 pessoas foram detidas e vários manifestantes ficaram feridos, mas é difícil fazer um balanço preciso do protesto deste sábado. O que ninguém entende é como a situação pode degenerar com tantos policiais mobilizados. O governo do Canadá colocou 20 mil homens nas ruas de Toronto, ou seja, o dobro do número de manifestantes. O prefeito de Toronto veio ao centro de imprensa onde estão reunidos os jornalistas que cobrem o evento. Ele acusou um pequeno grupo de radicais de perturbar o trabalho da polícia. Visivelmente constrangido, o prefeito alimentou ainda mais a polêmica sobre o custo da segurança nesta cúpula do G20, que supera 1 bilhão de dolares.

 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.