Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 17/06 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 16/06 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/06 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/06 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 17/06 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 16/06 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/06 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/06 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 17/06 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 16/06 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/06 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/06 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 17/06 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 16/06 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/06 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/06 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Artigo

Apagão atinge várias cidades da Venezuela e provoca caos no transporte de Caracas

media Funcionamento do metrô de Caracas foi interrompido e habitantes voltaram a pé para suas casas nesta sexta-feira (27). REUTERS/Carlos Garcia Rawlins

Um blecaute em cerca de oito Estados na Venezuela deixou parte do país sem eletricidade durante várias horas nesta sexta-feira (27). Na capital Caracas, o apagão resultou em um caos no trânsito, com falhas nos semáforos e buzinaços nas ruas. O funcionamento do metrô também foi interrompido e muitos passageiros ficaram bloqueados nos vagões e elevadores. Milhares de pessoas tiveram que voltar a pé para suas casas após o trabalho.

O apagão teve início ontem à tarde, por volta das 15 horas locais e atingiu, além de Caracas, a segunda maior cidade do país, Maracaibo, e o pólo industrial de Valência, além de várias outras localidades de oito Estados. Na capital, muitos habitantes perambulavam à noite pelas ruas, procurando alternativas para voltar para suas casas após o trabalho. Várias pessoas tiveram dificuldade para utilizar seus celulares já que as linhas ficaram congestionadas.

De acordo com o ministro da Eletricidade, Jesse Chacón, a falha que teria originado os cortes de energia teve origem na linha de transmissão San Geronimo – La Arenosa. A eletricidade foi restabelecida à noite, depois de três horas de pane no sistema. No entanto, nem a Corpoelec, a companhia nacional de eletricidade, nem o ministério da Eletricidade, forneceram maiores detalhes sobre o problema.

Os blecautes ocorreram no momento em que o presidente venezuelano, Nicolas Maduro, fazia um discurso em rede nacional de televisão. Quando voltou a entrar no ar, declarou: “Parece que há alguns problemas. Vamos investigar as dificuldades que encontramos no serviço de eletricidade em alguns locais do país”. Horas depois, no final da noite, foi o próprio Maduro quem anunciou que “99% da energia elétrica” havia sido restabelecida na capital.

Pane gigantesca

Este é o segundo apagão nacional em menos de um ano. No dia 3 de dezembro de 2013, uma pane gigantesca no sistema de energia elétrica do centro-oeste da Venezuela atingiu 70% do país durante quatro horas. Segundo Maduro, os cortes seriam “atos de sabotagem”.

Há dois anos, o governo tomou uma série de medidas para estabilizar o fornecimento de energia em nível nacional. O sistema enfrenta problemas frequentes desde a era Chávez devido ao crescimento da demanda e o enfraquecimento dos investimentos no setor, nacionalizado em 2007.

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.