Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 25/09 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 29/09 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/09 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 29/09 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 25/09 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 29/09 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/09 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 29/09 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 25/09 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 29/09 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/09 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 29/09 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 25/09 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 29/09 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/09 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 29/09 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Angola

Alerta sanitário em Luanda

media Luanda, Angola Miguel Martins

As autoridades locais teceram um alerta sobre riscos para a saúde pública, em particular o risco de epidemia de cólera em Luanda e seus arredores, com a chegada em breve da chuva num contexto em que a capital angolana e suas imediações se debatem há largas semanas com uma crise no sector da recolha do lixo.

 

Um pouco mais de um mês depois da instauração de um sistema descentralizado de recolha de lixo em Luanda e seus arredores, a capital angolana vê acumular-se o lixo pelas ruas, devido a contenciosos financeiros entre as autoridades locais e as empresas subcontratadas para proceder à recolha do lixo nos respectivos municípios da cidade. A recolha de lixo na zona de Luanda pesava ainda no ano passado cerca de 30 milhões de Dólares, tendo passado este ano para cerca de 2 milhões, o que acaba por ter repercussões sobre as pequenas empresas do sector.

Esta situação -já por si complexa- tornou-se ainda mais premente quando na semana passada os trabalhadores da empresa pública de limpeza e de saneamento de Luanda (ELISAL) que centraliza a recolha de lixo entraram em greve por tempo indeterminado para exigir o pagamento dos seus salários em atraso.

Rafael Morais, coordenador da direcção da SOS Habitat, dá conta da situação vigente na zona de Luanda.

Rafael Morais, coordenador da direcção da SOS Habitat 07/09/2015 ouvir

 

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.