Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 19/09 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 15/09 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 19/09 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 15/09 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 19/09 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 15/09 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 19/09 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 15/09 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Angola

Angola apostada na estabilização dos Grandes Lagos

media Manuel Vicente, vice-presidente angolano. REUTERS/Hugo Correia

O vice-presidente angolano, Manuel Vicente, que participou na conferência sobre investimentos privados na região dos Grandes Lagos em Kinshasa nesta quarta-feira apelou à resolução dos focos de instabilidade que ainda persistem na região.

Manuel Vicente discursou em representação do chefe de Estado angolano, José Eduardo dos Santos, que é o presidente em exercício da Conferência internacional da região dos Grandes Lagos.

O leste da República democrática do Congo, o Burundi, o Sudão do Sul e a República centro-africana são alguns dos casos bicudos do momento, admitiu o número dois angolano admitindo que "o ambiente de instabilidade que ainda prevalece na nossa região não contribui para a paz efectiva, a segurança e o desenvolvimento".

A RDC continua mergulhada em incertezas quanto ao calendário eleitoral.

O mandato do presidente Joseph Kabila, no poder desde 2001, expira em Dezembro deste ano, mas por ora ainda não há certezas quanto à sua manutenção na chefia do Estado.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki Moon, em visita esta semana em Kinshasa, apelou a que os dirigentes africanos não se apeguem ao poder lamentando o atraso com o processo eleitoral.

Angola afirmou desejar que "o governo e as forças políticas da nação encontrem o melhor caminho para que as próximas eleições decorram num clima de paz".

Acerca do Burundi, onde a manutenção no poder do actual Pierre Nkurunziza foi muito contestada na rua, e tem levado a protestos depois reprimidos pelo poder, Manuel Vicente afirmou que "continuamos a encorajar todas as forças políticas da República do Burundi a optarem pelo diálogo como forma para a saída da crise vigente".

Ouça aqui um extracto do discurso do vice-presidente angolano Manuel Vicente no Fórum de Kinshasa.

Manuel Vicente, vice-presidente angolano 25/02/2016 ouvir

Com a colaboração de Sonia Rolley, correspondente em Kinshasa

 

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.