Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 13/09 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 15/09 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/09 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 13/09 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 15/09 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/09 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 13/09 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 15/09 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/09 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 13/09 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 15/09 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/09 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.

Angola: défice de vacinas para combater febre amarela

Angola: défice de vacinas para combater febre amarela
 
Mosquitos Aedes aegypti REUTERS/Paulo Whitaker

Angola está confrontada com uma grave epidemia de febre amarela, que começou em Dezembro em Viana, nos arredores de Luanda, se estendeu a 16 das 18 províncias angolanas, tendo oficialmente causado 244 mortos, número que é contestado pela oposição para quem milhares de pessoas morreram, tanto mais que a esta epidemia se acresce um forte surto de malária.

Para analisar e apoiar a resposta à epidemia de febre amarela, esteve no início deste mês em Luanda uma delegação da OMS, chefiada pela sua directora geral Margareth Chan, que recomendou a vacinação de toda a população angolana e lançou um apelo aos 4 ánicos laboratórios no mundo que fabricam a vacina, para que aumentem a capacidade de produção de forma a travar esta epidemia.

Até hoje apenas 1 milhão e 900 mil doses desta vacina chegaram a Angola, afirma a dra. Alda Morais, responsável pelo Programa Nacional de Vacinação, pelo que além da província de Luanda, apenas estão a ser efectuadas campanhas de vacinação em Benguela e no Huambo.
 


Sobre o mesmo assunto

  • ANGOLA/OMS

    Angola: Faltam vacinas para combater a febre amarela

    Saber mais

  • Angola: febre amarela continua a alastrar

    Saber mais

  • Febre amarela mata 60 em Angola

    Saber mais

  • Moçambique

    Moçambique face ao risco de febre amarela

    Saber mais

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
As emissões
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.