Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 19/09 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 15/09 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 19/09 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 15/09 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 19/09 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 15/09 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 19/09 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 15/09 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Angola

FLEC reivindica ataques em Cabinda, Luanda desconhece

media Mapa do enclave de Cabinda, Angola globalsecurity.org

A Frente de Libertação do Estado de Cabinda reivindicou esta quinta-feira a morte de seis operacionais do exército angolano em confrontos na povoação de Mbongozi-Muno, a 15 quilómetros de Buco-Zau, no enclave de Cabinda. António Luvualu de Carvalho, embaixador de itinerante de Angola, diz desconhecer este ataque.

O autodenominado Estado-Maior da FLEC-FAC sublinha que os confrontos aconteceram na segunda-feira, 5 de Dezembro de 2016. De acordo com o comandante Sem Medo, chefe operacional das Forças Armadas de Cabinda (FAC) seis operacionais das Forças Armadas de Angola morreram e três focaram gravemente feridos.

A FLEC/FAC afirma que o governo angolano deixou, com isto, " clara a sua intenção de prosseguir as operações militares" em Cabinda e de recusar negociações.

Comandante Sem Medo, chefe operacional das Forças Armadas de Cabinda 08/12/2016 ouvir

António Luvualu de Carvalho, embaixador de itinerante de Angola, esteve esta tarde esteve nos estúdios da RFI em Paris, questionado sobre este assunto disse não ter conhecimento do avançado pela FLEC.

António Luvualu de Carvalho, embaixador de itinerante de Angola 08/12/2016 ouvir

 

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.