Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 18/09 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 15/09 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/09 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 18/09 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 15/09 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/09 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 18/09 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 15/09 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/09 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 18/09 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 15/09 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/09 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Angola

Angola apresenta candidatura de Mbanza Congo na UA

media Ministra da Cultura de Angola, Carolina Cerqueira RFI/Neidy Ribeiro

A ministra da cultura angolana, Carolina Cerqueira, veio à União Africana apresentar o projecto de Mbanza Kongo a património mundial aos ministros dos Negócios Estrangeiros africanos. A responsável pela pasta da cultura mostrou-se satisfeita com a receptividade que obteve e espera que o projecto angolano seja aceite pela Unesco.

Angola aproveitou a sessão do Conselho Executivo da União Africana para apresentar o projecto da candidatura do projecto de Mbanza Congo a património mundial da Unesco aos ministros dos Negócios Estrangeiros da organização panafricana.

"Houve uma receptividade por parte dos países africanos. Eles garantiram-nos que vão ser interlocutores junto dos seus ministros da Cultura para que eles façam chegar, aos representantes dos respectivos países na Unesco, a necessidade de garantir o apoio institucional à candidatura angolana. ", referiu Carolina Cerqueira.

A zona de Mbanza Congo é uma região no noroeste de Angola, uma província petrolífera que tem um grande património cultural que data do século XIII. Entre o século XIII e XV a região de Mbanza Congo serviu de base do importante reino do Congo que albergou a região do Gabão, da República Democrática do Congo e do Congo Brazzaville.

Segundo a responsável pela pasta da cultura em África são "escassos os monumentos e os sítios que são considerados património da Unesco e os poucos que existem estão situados a norte do Sahara. Consideramos que é um projecto legitimo (...) que tem vindo a ser apoiada pelo fundo africano do património, umas vez que a maior parte da Humanidade classificada pela Unesco está na Ásia, na Europa e na América do Sul", sublinha.

A ministra da cultura considera a candidatura de Mbanza Congo oportuna e espera que o projecto de Angola seja aceita pela Unesco. " Este projecto vai dignificar a região africana e dar a conhecer um pouco mais a historia deste importante reino que serviu de roteiro de escravos para a América. Hoje se fizermos estudos e investigações vamos ver que o termo congo aparece muito do outro lado do Atlântico, em países como a Colômbia, o Brasil, as Bahamas, Cuba e os próprios Estados Unidos", conclui.

A candidatura angolana do projecto de Mbanza Kongo a património mundial  vai ser apresentado em Varsóvia, no próximo mês de Julho, ao comité executivo da Unesco.

 

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.