Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 15/09 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 19/09 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/09 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 15/09 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 20/09 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/09 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 15/09 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 20/09 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/09 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 15/09 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 19/09 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/09 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Angola

"Reforço da capacidade preventiva da UA"

media O representante da União Africana junto da ONU, António Tete candidato a comissário dos Assuntos Políticos da UA RFI/Neidy Ribeiro

O reforço da capacidade preventiva da União Africana e a reforma do Conselho de Segurança da ONU são as prioridades do representante da União Africana junto das Nações Unidas, António Tete, candidato comissário dos Assuntos Políticos da União Africana.

O representante da União Africana junto da ONU, o angolano António Tete que concorre ao cargo de comissário dos Assuntos Políticos diz que se for eleito a sua prioridade será o reforço da capacidade preventiva da organização panafricana.

"A prevenção é sempre melhor do que resolver os conflitos. Nós geralmente só aparecemos quando o conflito já eclodiu, não desenvolvemos uma capacidade de prever os conflitos, o que requer uma visão um pouco mais global", reconhece o embaixador angolano.

A boa governação e reforço da democratização fazem igualmente parte do programa do candidato ao cargo de comissário de Assuntos Políticos da União Africana. "Nós temos instrumentos que foram adoptados pela União Africana é preciso que esses instrumentos funcionem", sublinha António Tete.

A questão dos direitos humanos, refugiados e reforma do conselho de Segurança das Nações Unidas são também prioritárias. "O departamento dos Assuntos Políticos da União Africana é aquele que apoia o comité dos chefes de Estado dos Dez para a reforma do Conselho de Segurança da ONU", acrescenta o candidato.

 A União Africana vai eleger na  28ª Cimeira que arranca amanhã aqui em Addis Abeba a presidente da Comissão e os oito comissários da organização.

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.