Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 22/10 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 20/10 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/10 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/10 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 22/10 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 20/10 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/10 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/10 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 22/10 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 20/10 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/10 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/10 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 22/10 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 20/10 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/10 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/10 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Angola

Unita acusa MPLA de intolerância política

media Humabo, província de Angola pt.wikipedia.org

Em Angola, a UNITA denunciou desacatos nas províncias de Benguela e no Huambo provocados por militantes do MPLA. O responsável da província, Liberty Chicaia, relato o episódio, que teve lugar na semana passada, onde uma delegação da UNITA foi atacada e acusa o partido no poder de intolerância política. 

De acordo com o responsável provincial da UNITA no Huambo, Liberty Chicaia, os desacatos contra a delegação da Unita tiveram lugar na semana passada no município de Cunha, na província do Huambo, e terão sido provocados por militantes do MPLA, partido no poder.

" A delegação foi atacada numa aldeia (...). Desta acção organizada por militantes do MPLA resultaram oito feridos, cinco mulheres e duas delas estão em estado grave e ainda se encontram hospitalizadas", refere.

O responsável político refere que a intolerância política não é novidade e ressalva que estas acções de violência são instigadas por dirigentes locais do MPLA, partido no poder.

" Nós não temos nenhuma dúvida que a intolerância política persegue objectivos políticos. Sempre que o MPLA se sentiu incomodado com a dinâmica da UNITA, com a actividade política da UNITA, eles optam pela violência política", garante

O responsável provincial da UNITA no Huambo, Liberti Chicaia, acrescenta que o partido já apresentou uma queixa junto da justiça, contudo receia que estes episódios se multipliquem no período eleitoral e admite ir por isso ir para a rua para pedir o fim da intolerância política no país.

"Já fizemos uma participação criminal e estamos a ponderar, seriamente, organizar manifestações para dizermos stop à intolerância política", concluiu.
 

Liberty Chicaia, responsável provincial da Unita no Huambo 02/03/2017 ouvir

 

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.