Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 25/06 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 27/06 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/06 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 27/06 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 25/06 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 27/06 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/06 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 27/06 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 25/06 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 27/06 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/06 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 27/06 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 25/06 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 27/06 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/06 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 27/06 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.

José Eduardo Agualusa "agora posso dizer que sou escritor"

José Eduardo Agualusa
 
Éditions Métailié

As edições Métailié lançaram no passado dia 6 de Abril a tradução do livro do escritor angolano José Eduardo Agualusa de 2014 "A rainha Ginga e de como os africanos inventaram o mundo", o sexto livro do autor traduzido para francês.

A rainha Nzinga Mbandi, baptizada sob o nome Dona Ana de Sousa, comandou exércitos, se fazia chamar rei ou "ngola" um título real em língua Kimbundu, tinha um harém de homens vestidos de mulher, viveu entre 1582 e 1663, uma longevidade extremamente longa para a época.

Ela reinou no Ndongo e Matamba, hoje Malanje, no leste de Angola, vassalos do poderoso Reino do Congo, numa época conturbada, escravocrata e em plena Inquisição na colónia Protugal, então sob domínio espanhol.

Os relatos da sua extrema inteligência e crueldade, traições, alianças, casamentos e mesmo dupla conversão ao cristianismo, tudo por mera estratégia, abundam neste romance histórico ficcionado, através do qual José Eduardo Agualusa pretende dar uma versão africana, com detalhes, datas e façanhas dessa época, relatadas por personagens fortes e transversais entre Angola, Brasil e Portugal, países entre os quais o autor se desloca frequentemente.
 


Sobre o mesmo assunto

  • Convidado

    José Eduardo Agualusa: processo contra os jovens angolanos é "kafkiano"

    Saber mais

  • Convidado

    José Eduardo Agualusa recorda Gabriel García Marquez

    Saber mais

  • Angola

    José Eduardo Agualusa é um dos finalistas do "Man Booker International Prize"

    Saber mais

  • Vida em França

    Manifestações artísticas em "Afrique Capitale"

    Saber mais

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
As emissões
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.