Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 17/02 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 19/02 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/02 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/02 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 17/02 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 19/02 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/02 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/02 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 17/02 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 19/02 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/02 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/02 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 17/02 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 19/02 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 17/02 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/02 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Angola

Falência do BPC gera polémica em Angola

media Luanda, Angola Miguel Martins

Em Angola a falência do banco público BPC e a publicação de uma lista de personalidades, tida como de próximas do regime, clientes do banco responsáveis pelo respectivo crédito mal parado estão a suscitar ampla controvérsia no país.

Em Angola o Banco de Poupança e Crédito -BPC- de capital público está a ser confrontado com o crédito mal-parado de mais de 20% . Para evitar a falência a instituição bancária está a ser recapitalizado pelo Estado.

Foi ainda nomeada uma nova administração para o banco que tem a missão de reestruturar o mesmo, tendo em conta, que é a maior instituição bancaria do país.

Nos últimos dias, o BPC, foi confrontado com a publicação nas redes sociais, de uma lista de devedores do banco, enquadrados no crédito mal-parado, que inclui nomes de personalidades e empresas ligadas ao regime de Luanda.

O presidente do concelho de administração do BPC não atribui qualquer credibilidade à lista, rejeitando mesmo a veracidade da mesma.

Ricardo d'Abreu garantiu que já foram accionados os mecanismos legais para apurar responsabilidades na divulgação da lista com centenas de nomes de alegados devedores ao banco.

Correspondência de Avelino Miguel 12/07/2017 ouvir

 

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.