Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 16/08 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 18/08 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/08 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/08 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 16/08 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 18/08 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/08 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/08 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 16/08 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 18/08 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/08 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/08 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 16/08 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 18/08 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/08 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/08 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Angola

João Lourenço quer "diálogo permanente"

media José Eduardo dos Santos e João Lourenço num comício em Luanda. 19/08/17 MARCO LONGARI / AFP

João Lourenço assegura "abertura ao diálogo permanente com as demais forças políticas do país". No discurso de vitória, o cabeça de lista do MPLA às eleições gerais angolanas prometeu incentivar um "ambiente de concórdia”.

Na sua primeira declaração após o anúncio dos resultados, João Manuel Gonçalves Lourenço não poupou agradecimentos, inclusive à oposição por “participação no processo eleitoral” e convidou as demais forças políticas do país a juntarem-se à cerimónia de investidura: "Conto com a vossa presença na cerimónia de investidura, para a qual, seguramente, estão à partida convidados, o que contribuirá para este ambiente de concórdia que nos propusemos incentivar e praticar”.

João Lourenço, terceiro Presidente da República de Angola, em 42 anos de independência, considerou ainda que "a vitória não é apenas do MPLA", mas "de todo o povo angolano".

O general angolano terá como vice-presidente, Bornito de Sousa, e garantiu que o próximo Governo vai trabalhar no sentido de "afastar as práticas e comportamentos reprováveis", que possivelmente “estarão na base de tanta abstenção”.

O recém-eleito Presidente de Angola sublinhou que o pleito decorreu "dentro dos padrões internacionais (…) salvo alguns casos prontamente identificados, condenados e repudiados”.

No discurso de vitória, João Lourenço aproveitou igualmente para criticar a onda de protestos dos partidos da oposição

De acordo com os resultados definitivos ontem veiculados pela Comissão Nacional Eleitoral, o MPLA obteve 61.07% dos votos elegendo 150 deputados; a Unita conseguiu eleger 51 parlamentares ao obter 26,67% dos votos. Segue-se a coligação CASA-CE com 9.44% e 16 deputados; PRS com 1.35% e a eleição de dois deputados e a FNLA obteve 0.93% de votação e elege um parlamentar. A APN arrecadou 0.51% da votação e não elegeu nenhum deputado.

A oposição contesta os resultados oficiais.

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.