Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 14/10 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 13/10 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/10 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/10 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 14/10 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 13/10 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/10 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/10 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 14/10 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 13/10 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/10 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/10 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 14/10 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 13/10 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 13/10 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/10 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Angola

Angola: Chevron em tribunal por derrame em Cabinda

media Bomba de gasolina da Chevron na Califórnia em 2013. REUTERS/Mike Blake

A empresa petrolífera norte-americana Chevron responde em julgamento em Cabinda por um derrame de 2005 que teria penalizado mais de 1 000 pescadores no enclave angolano. Estes pedem indemnizações e denunciam as frequentes catástrofes ambientais ali ocorridas.

-A petrolífera norte-americana Chevron, está a ser julgada no Tribunal Provincial de Cabinda, acusada por pescadores locais pelo um derrame de petróleo no mar da região.

Mais de mil pescadores de pesca artesanal,moveram um processo judicial contra a Chevron, pelo derrame de petróleo em 2005, durante três dias, que afectou as praias de Cabinda e danificou o seu material pescatório. O derrame que afectou igualmente, o ecossistema marinho, impediu os pescadores de pescarem durante noventa dias.

Os pescadores de Cabinda,exiem uma indnmizaçao da Chevron pelos danos causados. A Chevron deve pronunciar-se sobre o assunto proximamente.

Os derrames de petróleo são frequentes no mar de Cabinda , produtor de mais de cinquenta  por cento do petróleo de Angola.

Confira aqui a correspondência de Avelino Miguel em Luanda.

Correspondência de Avelino Miguel 17/11/2017 ouvir

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.