Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 22/07 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 20/07 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/07 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/07 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 22/07 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 20/07 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/07 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/07 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 22/07 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 20/07 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/07 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/07 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 22/07 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 20/07 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/07 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/07 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Angola

Angola : detida rede namibiana de tráfico de seres humanos

media O tráfico de seres humanos é um fenómeno mundial que afecta milhões de pessoas Caritas

Detida no Cunene, uma rede namibiana de traficantes de seres humanos, que agia em conivência com angolanos residentes na Namíbia para onde pretendia transportar 16 angolanos com entre 8 e os 33 anos de idade.

As autoridades policiais angolanas estão preocupadas com o aumento das redes de tráfico de seres humanos, que utilizam as fronteiras com os países vizinhos.

Avelino Miguel, correspondente em Luanda 10/12/2017 ouvir

A polícia da província do Cunenne, no sul de Angola, detectou na fronteira com a Namíbia uma rede namibiana de traficantes de seres humanos, que pretendiam transportar para o país vizinho 16 angolanos, a pretexto de empregá-los nos sectores da agricultura, pecuária, construção civil, comércio, exploração mineral e trabalho doméstico.

Segundo a polícia na viatura fiscalizada encontravam-se 16 cidadãos angolanos, com idades compreendidas entre os 8 e 33 anos.

As redes de tráfico de seres humanos têm apoio de colaboradores angolanos residentes na Namíbia.

O aumento da pobreza em Angola tem contribuido para o crescente tráfico de seres humanos.

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.