Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 22/08 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 18/08 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/08 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/08 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 22/08 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 18/08 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/08 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/08 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 22/08 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 18/08 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/08 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/08 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 22/08 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 18/08 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/08 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/08 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Angola

Activistas de Cabinda pretendem manifestar dia 23 de Dezembro

media Cidade de Cabinda. ISSOUF SANOGO / AFP

Os 29 activistas de Cabinda presos no Sábado quando se preparavam a manifestar contra as violações dos Direitos Humanos naquele território foram gradualmente soltos poucas horas depois da sua detenção, segundo confirma um dos organizadores da marcha, Alexandre Kuanga, coordenador da Associação de Desenvolvimento da Cultura dos Direitos Humanos em Cabinda, que agora pretende organizar outra manifestação já no próximo fim-de-semana.

Em entrevista à RFI, Alexandre Kuanga refere ter avisado atempadamente o Governador de Cabinda de que pretendia organizar uma marcha no passado dia 16 de Dezembro. O líder associativo diz ter mantido um encontro em Novembro com as autoridades locais neste intuito e refere que lhe foi pedido o adiamento da manifestação. Apesar dos activistas não aceitarem alterar a data da sua marcha, as autoridades locais não proibiram a sua realização, refere ainda o responsável associativo. Contudo, à luz das detenções ocorridas no Sábado, Alexandre Kuanga considera que o Governador de Cabinda está a "desrespeitar o Direito Constitucional de manifestar".

Neste sentido, ao anunciar que está prevista outra manifestação, no dia 23 de Dezembro, desta vez para denunciar "as detenções arbitrárias e as torturas" de que ele-próprio e os outros activistas detidos foram alvo no Sábado, o coordenador da Associação de Desenvolvimento da Cultura dos Direitos Humanos em Cabinda, refere ainda que outras acções estão previstas nomeadamente no intuito de serem responsabilizados "os governantes que arrombaram a caixa financeira do governo em Cabinda".

Alexandre Kuanga, coordenador da Associação de Desenvolvimento da Cultura dos Direitos Humanos em Cabinda 18/12/2017 ouvir

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.