Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 18/09 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 15/09 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/09 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 18/09 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 15/09 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/09 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 18/09 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 15/09 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/09 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 18/09 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 15/09 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/09 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Angola

Angola: bispos insistem na condenação do aborto

media Jovem grávida de 15 anos. AFP FOTO / Gwenn Dubourthoumieu

A Conferência episcopal Angola São Tomé repudiou o projecto de lei que, segundo os bispos católicos, encobriria "uma lei de legalização do aborto". Os prelados estiveram reunidos no Namibe entre 8 e 14 de Março.

O texto em causa deve voltar ao parlamento. O documento prevê algumas excepções à criminalização da interrupção voluntária de gravidez, facto que suscita a reprovação dos bispos católicos.

A Igreja defendia a criminalização total do aborto, ora o projecto contempla excepções relacionadas com "a vida da mulher grávida, que na lei se sobrepõe à do feto em formação e ainda em casos em que a gravidez resulta de violações e de incesto".

Foram várias as vozes, caso de organizações femininas que em Março de 2017 pediram a despenalização do aborto.

Segundo a proposta de lei a ser endereçada à Assembleia Nacional o aborto será um crime punível até dez anos de cadeia.

Dom Manuel Imbamba, porta-voz da CEAST, Conferência episcopal Angola São Tomé, enfatiza a aprovação de uma Nota pastoral sobre a aprovação da Lei do aborto.

"A vida humana é um dom do amor de Deus, é  um valor absoluto que nunca deve ser sacrificado por causa do relativismo ético, do egoísmo, do hedonismo e do calculismo selectivo e discriminatório", afirmou ele.

Em causa os debates em torno da criminalização do aborto a partir de 10 ou 16 semanas de vida intrauterina.

Dom Manuel Imbamba, porta-voz da Conferência episcopal Angola São Tomé 15/03/2018 ouvir

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.