Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 25/04 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 21/04 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/04 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/04 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 25/04 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 21/04 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/04 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/04 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 25/04 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 21/04 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/04 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/04 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 25/04 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 21/04 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/04 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/04 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Angola

Angola: sociedade civil e oposição aplaudem fim bicefalia

media José Eduardo dos Santos, presidente do MPLA e João Lourenço, Presidente de Angola MARCO LONGARI / AFP

Em Angola face à anunciada transição na cúpula do MPLA a sociedade civil espera que o Presidente João Lourenço cumpra as promessas eleitorais e a oposição aplaude o fim da bicefalia política, mas aguarda para ver se haverà mudanças.

O bureau político do MPLA, partido no poder desde a independência, anunciou esta sexta-feira (27/04) a realização na primeira quinzena de Setembro de um congresso extraordinário e aprovou a candidatura de João Lourenço seu vice-presidente, para suceder a José Eduardo dos Santos, na presidência do MPLA, decisões que deverão ser ainda ratificadas em Maio pelo comité central do partido.

Avelino Miguel, correspondente em Luanda 29/04/2018 ouvir

Em 2016 o ainda então Presidente José Eduardo dos Santos anunciou que em 2018 deixaria a vida política activa e a 16 de Março deste ano perante o comité central, anunciou a realização do congresso extraordinário em Dezembro ou Abril de 2019, data que foi antecipada por cedência a pressões internas, vindas entre outros de antigos companheiros da luta de libertação.

Caso por exemplo de Lopo do Nascimento que questionou a bicefalia política afrimando que "dois galos não cabem no mesmo poleiro".

Para os partidos da oposição que seguem com expectativa a transição no seio do MPLA a saída de José Eduardo dos Santos vai pôr fim à bicefalia política e permitir uma melhor clarificação do pensamento político do Presidente João Lourenço em relação à governação do país.

O porta-voz da UNITA Alcides Sakala manifestou-se céptico e prefere esperar para acreditar nesta saída, que considera um assunto interno do MPLA.

Para Manuel Fernandes vice-presidente da CASA-CE a verificar-se tal será uma mudança na continuidade, pois o seu partido defende que o Presidente da República o seja de todos os angolanos e que outra pessoa diriga os destinos do MPLA.

A sociedade civil por sua vez aplaude a partida de José Eduardo dos Santos e aguarda que o Presidente João Lourenço cumpra as suas promessas eleitorais, em termos de combate à corrupção, à impunidade, à pobreza e espera boa governação para melhorar as condições de vida dos angolanos.

José Eduardo dos Santos, com 75 anos de idade e que assumiu a liderança do MPLA em 1979 após a morte do seu líder histórico Agostinho Neto, vai deixar a vida política activa com baixos indices de popularidade.

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.