Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 19/08 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 21/08 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/08 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/08 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 19/08 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 21/08 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/08 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/08 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 19/08 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 20/08 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/08 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/08 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 19/08 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 20/08 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/08 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/08 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.

British Airways vai deixar de voar para Luanda

British Airways vai deixar de voar para Luanda
 
British Airways Reuters

A British Airways anunciou esta quarta-feira (23/05) que a partir de Junho vai deixar de voar para Angola por falta de rentabilidade na rota Londres/Luanda e Luanda/Londres.

Em Junho de 2016 a Ibéria espanhola suspendeu os voos entre Madrid e Luanda por falta de passageiros e desde então companhias como a portuguesa TAP e a Emirates reduziram a frequência dos seus voos para Luanda.

Devido à crise financeira que assola o país desde 2014 e à consequente escassez de divisas, Angola que deve às companhias aéreas estrangeiras que operam no país 540 milhões de dólares, decidiu bloquear o repatriamento dos seus rendimentos para os países de origem.

O economista angolano José Cerqueira, secretário de Estado dos transportes ferroviários, começa por referir que esta é uma má notícia para o país, mas acredita que companhias privadas poderão voltar a viabilisar esta importante rota comercial.

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
As emissões
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.