Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 26/06 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 23/06 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/06 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 26/06 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 23/06 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 26/06 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/06 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 26/06 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 23/06 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 25/06 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/06 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/06 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 25/06 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 23/06 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/06 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/06 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Angola

Angola: são necessárias "reformas para melhorar o ambiente de negócios"

media Luanda, Angola Benjamin SHEPPARD / AFP

OCDE reviu em alta as previsões do crescimento mundial para este ano e para 2019, para 3,8% e 3,9%, mas alertou para vários riscos.

O relatório com as previsões económicas mundiais foi divulgado esta quarta-feira, na sede da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), em Paris, e apresentado pelo economista-chefe em exercício da OCDE, Álvaro Santos Pereira.

Em declarações aos jornalistas, o ex-ministro português da Economia, sublinhou que para África, de uma forma geral, "as perspectivas são melhores do que eram há pouco tempo", com vários países a darem início a “algumas reformas interessantes".

Sobre Angola e Moçambique, Álvaro Santos Pereira, acrescentou que "nos últimos 20 anos evoluíram muitíssimo a nível do crescimento económico" e sublinhou a necessidade de avançarem com “reformas para melhorar o clima de negócios, diminuir a informalidade das economias e atrair mais investimento". O economista-chefe em exercício da OCDE mostrou-se, ainda, confiante no "governo reformista" de João Lourenço.

Álvaro Santos Pereira, economista-chefe em exercício da OCDE 30/05/2018 ouvir

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.