Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 21/10 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 20/10 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/10 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/10 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 21/10 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 20/10 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/10 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/10 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 21/10 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 20/10 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/10 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/10 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 21/10 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 20/10 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/10 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/10 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Angola

Migrantes: João lourenço defende solução conjunta

media O chefe de Estado de Angola, João Lourenço, recebido pelo presidente do Parlamento Europeu, Antonio Tajani, 4/7/2018 http://www.europarl.europa.eu

O Presidente angolano discursou hoje no Parlamento Europeu em Estrasburgo. João Lourenço disse que os dois continentes têm que criar solução conjunta para o problema dos migrantes, "uma questão que envergonha qualquer um”.

Diante dos eurodeputados, João Lourenço sublinhou a necessidade da mudança de paradigma entre e a Europa e África.

“Como é do vosso conhecimento, alguns dos problemas vividos por África tem reflexos directos na Europa e merecem portanto a atenção cuidada dos responsáveis dos países e das organizações de ambos os continentes”, referiu.

O Presidente angolano disse que os dois continentes têm que criar solução conjunta para o problema dos migrantes, uma questão que “envergonha qualquer um”.

“Todos nós nos sentimos envergonhados com o que se está a passar neste momento. Nenhum governante quer ver os seus filhos a abandonar o país, sobretudo naquelas condições desumanas em que o processo está a decorrer”, salientou.

João Lourenço recordou que sempre houve movimentos de imigrações no mundo, porém salientou que nunca nestas condições com “perdas de vidas humanas durante as travessias”.

“As soluções não são imediatas” e “nem serão encontradas apenas por um país, isoladamente. Os imigrantes não vêm só de um país, vêm de vários países do continente”, defendeu João Lourenço.

O Presidente de Angola reiterou a necessidade de serem “os dois continentes a encontrar uma solução duradoura, que garante o desenvolvimento do continente, a criação de emprego, de riqueza, maior estabilidade.

João Lourenço, Presidente angolano, no Parlamento Europeu sobre as migrações 04/07/2018 ouvir

 

África é a prioridade para a Europa

O presidente do parlamento europeu, o italiano Antonio Tajani, ao receber o chefe de Estado angolano, declarou que África é uma prioridade para a instituição europeia.

“ África é uma prioridade para nós. Como sabem o parlamento votou um documento a pedir mais dinheiro para fazer investimentos em África para o próximo orçamento. Por isso é importante para nós reforçar os laços entre a União Europeia e países africanos. Para resolver o problema da luta contra o terrorismo e resolver o problema da imigração”, afirmou.

Antonio Tajani, presidente do parlamento europeu, ao acolher o chefe de Estado de Angola João Lourenço 04/07/2018 ouvir

Trata-se de uma estreia para Angola que até à data nunca tinha visto nenhum Presidente discursar no parlamento Europeu, em Estrasburgo, no leste da França.

Declarações recolhidas por Cristiana Soares, enviada especial a Estrasburgo.

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.