Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 16/12 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 14/12 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/12 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/12 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 16/12 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 14/12 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/12 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/12 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 15/12 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 14/12 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/12 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/12 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 16/12 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 14/12 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 16/12 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 14/12 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Angola

COP24: Katowice, uma cimeira de incertezas

media A COP24 decorre até 14 de Dezembro em Katowice, Polónia. REUTERS/Kacper Pempel

Três anos depois do Acordo de Paris, assinado em Dezembro de 2015 na capital francesa, uma nova ronda de negociações tem lugar em Katowice, na Polónia. Um encontro onde reina a incerteza.

Da COP da Polónia deve sair um manual de aplicação do Acordo de Paris. Serão as regras de aplicação do documento, como tornar transparentes os compromissos assumidos pelos diferentes estados. Mas com a saída dos Estado Unidos do Acordo de Paris e a eleição de Jair Bolsonaro, no Brasil, os olhos de Katowice estão postos em Brasilia. Será que o sétimo maior emissor de gás com efeito de estufa vai manter a palavra dada pela presidente Dilma Roussef, em Dezembro 2015?

A COP24 deve, ainda, dar uma resposta às conclusões do Giec, mas as incoerências entre o que deve ser feito e o que realmente é feito são enormes.

O último relatório dos peritos das alterações climáticas do GIEC, datado de Outubro, é alarmante: se o mundo quer mesmo impedir o aquecimento global do planeta em 1,5 graus, não há tempo a perder.

Já na abertura da Cimeira do Clima António Guterres, secretário-geral da ONU alertava, que as alterações climáticas são “mais rápidas que nós” e sublinhava a necessidade de se ir mais além nesta temática.

Na verdade, as emissões globais mundiais de gases com efeito de estufa voltaram a aumentar, quando na realidade deveriam baixar urgentemente.

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.