Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 23/08 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 25/08 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/08 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/08 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 23/08 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 25/08 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/08 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/08 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 23/08 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 25/08 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/08 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/08 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 23/08 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 25/08 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 25/08 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 23/08 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Angola

João Lourenço reitera apoio às vítimas da seca

media João Lourenço, Presidente de Angola REUTERS/Philippe Wojazer/Pool

O Presidente angolano, João Lourenço, terminou a visita às províncias do Namibe e do Cunene atingidas pela seca extrema. João Lourenço reiterou apoios às vítimas que já começaram a receber alguns bens alimentares para fazer face os efeitos da seca. 

Depois de visitar as localidades afectadas pela estiagem na região do Namibe, o Presidente Angolano deslocou-se ao Cunene, a provícia mais afetada pela seca. João Lourenço reiterou apoios as vítimas que já começaram a receber alguns bens alimentares para fazer face os efeitos da seca.

Nesta região, mais de 200 mil famílias reclamam ajuda de emergência para garantirem a subsistência alimentar. A seca afecta também os animais, mais de 20 mil cabeças de gado morreram de sede e fome e outras 700 mil estão em risco.

Esta semana em entrevista à RFI, o padre Pio Wakussanga, presidente da "Associação Construindo Comunidades", afirmou que a visita do chefe de Estado à região pode impulsionar medidas mais pragmáticas e urgentes para fazer face à estiagem.

O Executivo angolano iniciou a implementação de um programa para fazer face a estiagem e uma ajuda de emergência de apoio às populações, porém várias organizações reconhecem que a ajuda não é suficiente para responder aos cerca de 2 milhões de pessoas que necessitam de ajuda alimentar urgente.

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.