Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 22/05 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 19/05 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/05 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/05 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 22/05 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 19/05 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/05 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/05 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 22/05 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 19/05 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/05 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/05 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 22/05 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 19/05 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/05 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 22/05 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Angola

Desmantelamento de rede de tráfico de seres Humanos

media Quatro cidadãos vietnamitas e um chinês foram detidos no Município de Viana, por agentes do Serviço de Investigação Criminal, acusados de tráfico de seres Humanos. Imagem de ilustração

A polícia angolana desmantelou nestes últimos dias uma rede de tráfico de seres Humanos na província de Luanda, envolvendo cidadãos asiáticos.

No âmbito da operação policial, quatro cidadãos vietnamitas e um chinês foram detidos no Município de Viana, por agentes do Serviço de Investigação Criminal, acusados de tráfico de seres Humanos. As vítimas são jovens mulheres oriundas da Ásia, especificamente do Vietname e da China, que eram aliciadas a emigrarem para Angola a pretexto de trabalharem em supostas empresas.

Quando chegavam em Angola, de acordo com as forças da ordem, as vítimas acabavam por ser sequestradas e obrigadas a prostituírem-se numa hospedaria cujos clientes eram cidadãos vietnamitas e chineses. O proprietário da hospedaria e um dos principais chefes da rede criminosa estão em fuga, sendo que os indivíduos detidos têm estado a viver em Angola de forma ilegal.

Em Angola, vivem milhares de cidadãos asiáticos, na sua maioria chineses cujo número é estimado em cerca de 73 mil, segundo dados oficiais. Em Angola, os chineses estão presentes em diversos sectores, nomeadamente a construção civil, mas também o comércio, as relações económicas entre Angola e a China tendo conhecido um forte impulso desde que estabeleceram a sua parceria de cooperação estratégica em 2010.

Mais pormenores com Avelino Miguel.

Avelino Miguel, correspondente da RFI em Angola 14/05/2019 ouvir
Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.