Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 21/09 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 19/09 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 21/09 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/09 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 20/09 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 15/09 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/09 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 15/09 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 20/09 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/09 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 15/09 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 20/09 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 15/09 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 20/09 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Angola

Angola: Polémica em torno das ossadas de Jonas Savimbi

media Savimbi died during fighting in Angola's eastern Moxico province aged 67. Jonas Savimbi, chefe de guerrilha e líder histórico da UNITA que não consegue obter restos mortais por parte do governo do MPLA AFP/Issouf Sanogo

Continua a polémica em torno dos restos mortais do líder histórico, Jonas Savimbi, da UNITA, com o governo do MPLA. As ossadas de Savimbi deviam ser entregues pelo governo à família e à UNITA ontem para as cerimónias fúnebres mas houve desencontros entre uns e outros com acusações pelo meio entre Luanda e o movimento do Galo negro. 

Jonas Malheiro Savimbi, continua a dar que falar, mesmo morto há 17 anos, com o governo afastando a UNITA do processo das exéquias fúnebres do fundador do Galo Negro.

O ministro de Estado e Chefe da Casa de Segurança do Presidente da República, Pedro Sebastião, disse hoje em Luanda que a partir de agora vai privilegiar o diálogo com a família de Jonas Savimbi excluindo a UNITA das conversações sobre as exéquias fúnebres do histórico líder do partido agora liderado por Isaías Samakuva. 

Esta quarta-feira, houve conferências de imprensa cruzadas, entre filhos de Jonas Savimbi, no Kuito, Bié, onde uma delegação espera a entrega oficial das ossadas de Jonas Savimbi para a inumação e o Ministro angolano, Pedro Sebastião, em Luanda. 

Na terça-feira, Pedro Sebastião deslocou-se ao Andulo, no Bié, para entregar a urna  à UNITA e à família de Jonas Savimbi mas os familiares e a direcção do movimento do Galo Negro, estavam no Kuito a aguardar pelos restos mortais do seu líder histórico, o que está a gerar muita polémica, em torno do programa que deveria estar consolidado no âmbito da comissão mista que integra membros do Executivo e da UNITA.

Para o Ministro de Estado, Pedro Sebastião "o programa que a UNITA elaborou é da sua iniciativa. Não foi acordado na reunião da comissão mista. O que colocou ali acordado não é que os restos mortais deveriam ter sido inumados hoje e não no sábado, como arma a UNITA". 

"Nós estamos abertos a que, em qualquer altura, se os filhos solicitarem o corpo, o governo o vai entregar imediatamente, mas a UNITA quer fazer um aproveitamento plítico desta situação e isso não aceitamos", sublinhou ainda Pedro Sebastião.

Entretanto, os restos mortais foram entregues a uma Unidade Militar sem condições, esta terça feira, depois de a Direção da UNITA ter ficado horas a Espera no Aeroporto do Kuito, enquanto os restos mortais foram transportados por um Aeronave do Governo para o Andulo.

Pedro Sebastião, Ministro de estado angolano quer entregar ossadas de Savimbi à família 29/05/2019 ouvir

Enquanto isto, no Kuito, a nossa enviada especial, Neydi Ribeiro, entrevistava membros da família do defunto Jonas Savimbi, que defendiam a sua própria posição. Para o filho Alleluiah Savimbi, "o programa que foi aceito era de se entregar os restos mortais do nosso pai aqui no Kuito".

Alleluiah Savimbi, sobre restos mortais do pai 29/05/2019 ouvir

Um segundo filho do líder histórico da UNITA, Durão Cheya Savimbi, declarou à RFI, que o querem é "enterrar o pai na serenidade e na paz" e que "não há divergências entre a família e a UNITA".

Durão Cheya Savimbi, fala dos restos mortais do pai Jonas Savimbi 29/05/2019 ouvir
Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.