Ouvir Carregar Podcast
  • 16h00 - 16h10 TMG
    Noticiário 19/08 16h00 GMT
  • 16h00 - 16h06 TMG
    Noticiário 18/08 16h00 GMT
  • 16h06 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/08 16h06 GMT
  • 16h10 - 16h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/08 16h10 GMT
  • 17h00 - 17h10 TMG
    Noticiário 19/08 17h00 GMT
  • 17h00 - 17h06 TMG
    Noticiário 18/08 17h00 GMT
  • 17h06 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/08 17h06 GMT
  • 17h10 - 17h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/08 17h10 GMT
  • 18h00 - 18h10 TMG
    Noticiário 19/08 18h00 GMT
  • 18h00 - 18h06 TMG
    Noticiário 18/08 18h00 GMT
  • 18h06 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/08 18h06 GMT
  • 18h10 - 18h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/08 18h10 GMT
  • 19h00 - 19h10 TMG
    Noticiário 19/08 19h00 GMT
  • 19h00 - 19h06 TMG
    Noticiário 18/08 19h00 GMT
  • 19h06 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 18/08 19h06 GMT
  • 19h10 - 19h30 TMG
    Segunda parte da emissão 19/08 19h10 GMT
Para aproveitar em pleno os conteúdos mutimedia, deve ter o plugin Flash instalado no seu navegador. Para estabelecer a ligação deve activar os cookies nos parâmetros do seu navegador. Para poder navegar de forma ideal o site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e + etc.
Angola

Lisboa acolhe maior Fórum de Energia de África

media Lisboa acolhe entre 11 e 14 de Junho o Fórum de Energia de África, o maior fórum de energia do mundo africa-energy-forum.com

O Centro de Congressos de Lisboa acolhe entre 11 e 14 de Junho a 21a edição do Fórum de Energia de África, o maior fórum de energia no mundo, segundo Simon Gosling director-geral da EnergyNet empresa organizadorza do evento.

Nesta conferência participam cerca de três mil pessoas entre as quais 18 ministros e altos funcionários de governos africanos, que vão apresentar as oportunidades de investimentos no sector da energia no continente africano.

Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe fazem parte dos 46% de dirigentes africanos presentes neste evento, tal como representantes da Costa do Marfim, Marrocos, Nigéria, Egipto, Gana, Quénia, Uganda, Africa do Sul e Etiópia, que vão apresentar os seus mais recentes projectos e oportunidades de investimento no ambiente de "networking", que ganhou a reputaçao de não só ser o maior fórum de energia de África, mas o maior fórum de energia do mundo, segundo Simon Gosling, director-geral da empresa EnergyNet, organizadora do evento.

O desenvolvimento sustentável e o combate às alterações climáticas são dois temas que vai defender em Lisboa a vice-secretária geral da ONU a nigeriana Amina Mohamed, para quem as novas tecnologias são um incrível progresso para a humanidade, mas é necessàrio envolvê-las com os direitos humanos no centro, para mitigar os riscos que estas também acarretam.

No primeiro dia de trabalhos os responsáveis foram convidados a reflectir sobre como "preparar o sucesso - os próximos 20 anos" com a apresentação da Transparency Tool - ou ferramenta de transparência - que consiste numa soluçao energética projectada para acelerar o ritmo da electrificação em África.

Mas esta terça-feira (11/06) na sessão de abertura inaugurada pelo primeiro ministro português António Costa, este apresentou o processo de concurso para 1,35 gigawats para 2019 e 700 megawats para o inicio de 2020 em projectos fotovoltaicos em Portugal.

Sobre o mesmo assunto
 
Lamentamos, mas o prazo para estabelecer a ligação em causa foi ultrapassado.